Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Administração de Itapecerica busca melhorias no serviço de telefonia no município

Por Departamento de Comunicação da Prefeitura de Itapecerica da Serra | 7/04/2016

telefone_1

Divulgação Ficou acordado que a Prefeitura encaminhará ofício à Telefônica Vivo com as demandas pontuais de instalação de telefonia fixa

A Prefeitura de Itapecerica da Serra está em constante atuação para proporcionar aos munícipes o melhor atendimento das concessionárias de serviços públicos. Uma reunião na manhã desta quinta-feira (07/04), entre representantes da Administração Chuvisco e da empresa Telefônica Vivo discutiu melhorias para a telefonia fixa na cidade.

A vice-prefeita Regina Corsini e a secretária de Governo, Ciência e Tecnologia, Leonor Isolina Lopes, cobraram explicações do consultor institucional da empresa Antonio Marcos dos Santos sobre algumas dificuldades no atendimento em Itapecerica.

O diretor Edilson Paiva, responsável da Prefeitura pelo acompanhamento das concessionárias que atuam no município, colocou demandas de moradores de bairros como Mombaça e Crispim, que têm encontrado dificuldades para ter acesso à telefonia fixa.

O representante da empresa detalhou as regras estabelecidas na privatização realizada no ano de 1998, em que a Vivo ficou responsável pela concessão no Estado de São Paulo. Marcos explicou que a empresa é obrigada a atender com telefone público núcleos com mais de 100 habitantes e com telefone público e individual aglomerações com mais de 300 moradores.
Também destacou a dificuldade para suprir as solicitações apresentada para localidades formada por habitações majoritariamente rurais, com baixo densidade populacional.

Ficou acordado que a Prefeitura encaminhará ofício à Telefônica Vivo com as demandas pontuais de instalação de telefonia fixa. A empresa fará a avaliação técnica e, caso não seja possível atender, a Administração Municipal buscará uma solução via Anatel / Governo Federal.

Isso porque Marcos deixou claro a impossibilidade de resolver os casos que não se enquadram no estabelecido nas regras da concessão. Também colocou que os outros serviços que oferecem, como banda larga e TV por assinatura, não são obrigações legais, então a empresa segue a viabilidade comercial e condições técnicas do local para atendimento.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.