Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

GCM de São Paulo é assassinado após assalto em Taboão da Serra

Por Sandra Pereira | 19/03/2016

jovempam

Jovem PamO GCM tentou reagir, sacando a pistola que trazia consigo, mas o bandido atirou antes, atingindo o motorista

Um integrante da Guarda Civil Municipal de São Paulo foi assassinado após reagir a um assalto quando estava parado em um semáforo fechado na noite desta quinta-feira, dia 17, na rua na Estrada Kizaemon Takeuti com a Rua João Antônio da Fonseca. Aquiles Roberto Coutinho, foi atingido por três tiros, dois no peito e um na cabeça.

Os criminosos levaram a arma do GCM e o seu carro. Há suspeita de que os criminosos podem ter matado o GCM com a própria arma dele. O crime comoveu os integrantes da corporação em Taboão da Serra. Todos lamentaram a tragédia.

Testemunhas relataram a polícia que  o guarda estava voltando para casa e ao parar no semáforo foi abordado por um suspeito a pé e armado. O GCM reagiu ao assalto, entrou em luta corporal com o indivíduo, que conseguiu tomar sua arma e efetuar três disparos contra ele. Aquiles não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

De folga e à paisana, ele seguia para casa em seu veículo, mas teve de parar em um semáforo fechado, na Estrada Kizaemon Takeuti com a Rua João Antônio da Fonseca, no Jardim Clementino. Foi quando um criminoso armado desceu de um carro que parou logo atrás e anunciou o assalto.


O GCM tentou reagir, sacando a pistola que trazia consigo, mas o bandido atirou antes, atingindo o motorista. Os criminosos fugiram, levando a arma e o carro do guarda Coutinho. Testemunhas acionaram a Polícia Militar e o SAMU, mas, quando os socorristas chegaram, a vítima já estava morta.

O carro do guarda civil foi localizado durante a madrugada, incendiado, na Rua Geres, no Jardim Jerivá, região do Capão Redondo, Zona Sul de São Paulo, mas nenhum suspeito foi preso. O latrocínio foi registrado no plantão do Distrito Policial Central de Taboão da Serra.
O assassinato do GCM de São Paulo está sendo investigado pela Delegacia Central de Taboão da Serra.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.