Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vereadores da base aliada criticam a administração do Prefeito Chuvisco

Por Gabrielly Sousa e Genildo Rocha | 9/03/2016

005

Genildo RochaBase de apoio tecem criticas a administração Chuvisco

A  sessão ordinária desta terça -feira (08) foi marcada, mais uma vez, por inúmeras críticas dos vereadores a administração do atual prefeito Amarildo Gonçalves Chuvisco (PMDB). Os parlamentares também cobram explicação sobre os  R$ 6 milhões que foram devolvidos pela Câmara à prefeitura no final de 2015.

O descontentamento dos  vereadores em relação ao abandono da cidade pelo Executivo  tem aumentado as críticas à administração Chuvisco. Os vereadores Alex Pires (PSDB), presidente da Câmara e Edicarlos Sangue Bom (PDT) fazem queixas constantes contra governo municipal. E com o passar do tempo mais vereadores vem se mostrando insatisfeitos com a administração do prefeito Chuvisco.

O presidente da Câmara Alex Pires reclamou da situação da saúde em que a rede hospitalar municipal se encontra. O vereador relatou que a saúde da cidade está sem materiais para trabalhar, falta remédio e disse que a situação no município está cada vez pior.

 “Nós precisamos fazer muito, não é culpa dos secretários e sim do prefeito, que ao invés de pegar o  valor que essa Casa de Lei  devolveu no final do ano passado e resolver os problemas da cidade prefere colocar em uma conta poupança. Ele tem que cortar gastos desnecessários e investir na saúde do município que está precisando e muito”, disparou Pires. Ele também reclamou da frente de trabalho e acusou que as pessoas que foram contratadas para fazer esse tipo de serviço estão sendo assessores  em gabinetes de alguns vereadores,e por isso os serviços não estão sendo feitos.

 “Foram devolvidos mais de R$ 6 milhões aos cofres da prefeitura  e ainda esse ano abrimos mão de cerca de  R$ 130 mil reais por mês, que  daria  suficientemente para resolver não só o problema na saúde como de outras áreas ”, disparou Alex Pires.

O vereador Sangue Bom se referiu a buracos, possíveis focos de Dengue espalhados pela cidade e reprovou, mais uma vez, o governo  do atual prefeito  Chuvisco. “A cidade de Itapecerica da Serra está abandonada, o prefeito está brincando de ser prefeito” condenou o vereador.

Pastor Ernandes (PT) fez cobranças aos funcionários da prefeitura com relação à limpeza pública da cidade.  “Os moradores merecem ruas limpas, sem buracos e organizadas, nossa cidade está abandonada”.  O vereador  também relata que as indicações feitas pelos vereadores não são atendidas e desabafa: “Não da mais para tolerar isto”, disse.

Professor Jonas Feijó (PSD) também solicitou ao poder Executivo que realizassem reparos na região. ”Estamos cobrando e não estamos sendo correspondidos, então espero que os problemas dos munícipes sejam resolvidos” . Segundo o parlamentar o Poder Executivo é cobrado todos os dias por ele e pelos membros da Casa de Lei  e lamentou o fato de que o trabalho dos vereadores não vem sendo devidamente reconhecido.

Em sua primeira sessão empossado vereador  Guilherme kisuco (PV), justificou sua ausência na sessão anterior. “Estou com problema sério de saúde na família, tive que levar minha esposa com pressão alta em diversos médicos no decorrer da semana e este é o motivo da minha falta”. O vereador  também fez cobranças ao  prefeito  em relação aos buracos nas ruas, enchentes e precariedades na região do Jacira. “Fica difícil para representarmos a nossa população já que cobramos o prefeito e nada é feito” finalizou o vereador.

Em rápida ida à tribuna o vereador Gerson Lazarin (SD) reforçou as cobranças dos outros parlamentares e mencionou futuros eventos que ocorrerão na cidade.

Em sessão foram aprovados requerimentos sobre informações de recapeamento de ruas da região, o requerimento de número 64/2016 do vereador Alex Pires em que idosos e deficientes sejam isentos do pagamento de estacionamento na zona azul entre outros.
.
A Lei de número 1648/2016, de autoria do prefeito Amarildo Gonçalves Chuvisco, que proíbe o uso e venda do narguilé a menores de 18 anos também foi aprovada pelos vereadores.

Uma moção de congratulações e aplausos ao dia internacional da mulher foi realizada em sessão. Além da moção, todos os parlamentares que utilizaram a tribuna fizeram suas homenagens às mulheres.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.