Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Juiz de Embu manda Ney Santos deixar cargo e marca recontagem de votos para o dia 7

Por Sandra Pereira | 1/03/2016

FB_IMG_1456413380936

Divulgação - FacebookJuiz eleitoral de Embu expediu ofício para Ney Santos deixar o cargo de vereador

Após receber decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que cassou o mandato do vereador Ney Santos sob a acusação de compra de votos, o juiz Eleitoral de Embu das Artes, Gustavo Sauaia Romero expediu ofício ao Legislativo da cidade para afastar o vereador do cargo. O documento foi protocolado na Câmara de Embu nesta terça-feira, 01, de março. De acordo com funcionários da 341ª zona eleitoral o magistrado agendou para o dia 7 de março a retotalização dos votos de vereador na cidade na eleição de 2012. Nas redes sociais e nos discursos que em que aborda a cassação Ney Santos acusa o PT de perseguir seu mandato. Ele isenta o prefeito Chico Brito e centra fogo contra o deputado estadual Geraldo Cruz, que aparentemente não se posicionar em relação aos ataques.

Após a recontagem o suplente Jomar Silva deve voltar a ocupar a cadeira de Ney Santos. Jomar ficou no cargo por alguns meses quando o vereador foi cassado no mesmo processo eleitoral em 2014. Posteriormente Ney Santos conseguiu uma liminar, recuperou sua cadeira e ganhou a presidência da Casa.

A defesa de Ney se prepara para recorrer da cassação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e espera conseguir manter sua cadeira no Legislativo. Por hora, Ney Santos e seus correligionários comemoram efusivamente o fato do pleno do TRE não tê-lo deixado inelegível, como havia feito em primeira instância o juiz Gustavo Sauaia.

 Consciente de que poderia deixar o cargo Ney Santos disse na sessão da última semana que se isso acontecesse seu projeto de concorrer a prefeitura seria mantido sem qualquer prejuízo. Ele chegou a prometer montar uma barraca no centro de Embu e continuar atendendo aos moradores. Na última semana o vereador recebeu apoio de centenas de apoiadores de sua pré-candidatura a prefeito.

"Quem quer ajudar o povo não precisa de mandato pra isso", declarou. 

Ney Santos é presidente da Câmara de Embu. Caberá aos vereadores decidir se será feita nova eleição para ocupar o posto. Ao que tudo indica a vereadora Rosana Almeida, aliada do atual presidente deverá ocupar o posto deixado por ele.

Gustavo Sauaia cassou o mandato de Ney Santos após acatar denúncia de suposta ligação do vereador com os atendimentos de saúde promovidos pela Ong Vida Feliz durante o período eleitoral no ano de 2012. O juiz considerou que os atendimentos gratuitos ajudaram a “angariar a simpatia dos eleitores”. Também argumentou que o site do candidato continha material que comprovava o vínculo dele com a Ong Vida Feliz. 

A denúncia contra Ney Santos e a Ong Vida Feliz foi feita durante o período eleitoral pela coligação “Pra fazer ainda mais”, encabeçada pelo PT e composta por 17 partidos. A coligação denunciou dois eventos promovidos pela Ong durante a eleição municipal daquele ano e alegou que ambos tiveram a finalidade de ajudar o então candidato Ney Santos a conquistar votos no pleito em outubro de 2012.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.