Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Moradores reclamam de onda de assaltos, má iluminação e drogas em reunião do Conseg Monte Alegre no Senac Taboão

Por Sandra Pereira | 28/02/2016

conseg

Divulgação A reunião do Conseg Monte Alegre ocorreu nesta quarta-feira, 24.

O Senac de Taboão da Serra sediou  na quarta-feira, 24, a melhor e mais participativa reunião do Conseg Monte Alegre. Na ocasião os moradores do Jardim São Miguel, Irapuã e imediações relataram as autoridades presentes os assaltos constantes na região, problemas como a falta de  iluminação pública, falta de policiamento, presença de moradores de rua, comércio e  consumo de drogas. Indignados eles pediram socorro e viram autoridades e integrantes do sistema de segurança admitir estarem surpresos com a situação no bairro.

Mais de 40 moradores participaram da reunião que foi considerada pelas autoridades presentes a melhor já realizada pelo Conseg desde a sua fundação. A população do bairro pediu que a polícia prenda a dupla de assaltantes na moto Twister vermelha, que anda atemorizando o bairro. O mesmo pedido foi feito em relação aos criminosos num Monza preto que praticam assaltos na região.


“Foi a nossa melhor reunião”,  avaliou o presidente do Conseg, José Júnior. “Com certeza essa reunião foi a que teve a maior participação popular desde que passei a acompanhar os trabalhos do Conseg”, afirmou o presidente da Câmara, vereador José Aparecido Alves, o Cido. “Os moradores do Jardim São Miguel compareceram em peso e fizeram dessa reunião a mais produtiva já realizada pelo consegue”, confirmou vice-prefeito de Taboão,Laércio Lopes.


Os moradores presentes relataram diversos casos de assaltos e roubos que segundo eles acontecem em função da geografia do local. Eles também disseram que a escuridão no ponto Rodovia Régis Bittencourt, antes da Rua Salvador Branco Salvador Branco de Andrade, favorece a ação dos criminosos. Há relatos de assaltos diariamente no local. Vários deles com o uso de armas e intimidação  por parte dos criminosos. Ainda assim a maioria das vítimas se recusa a fazer Boletim de Ocorrência. Sem os dados a polícia afirma que não pode destacar policiamento pois o mapa de ocorrências não aponta para essa necessidade.

“Aqui todo mundo já foi assaltado. Na minha casa todos já passaram por isso. A casa de um vizinho nosso foi assaltada depois que os bandidos observaram toda a rotina da família”, contou uma moradora. “A situação aqui está crítica a gente precisa de socorro”, observou.

O delegado Gilson leite pediu que os moradores registrem as queixas para que a polícia possa agir e prender os acusados. O representante da Polícia Militar na reunião elogiou a participação dos moradores e garantiu que na próxima reunião, agendada para o dia 30 de março, os moradores vão constatar que os problemas no bairro foram resolvidos.

A gerente do Senac Taboão Ana Cristina falou da satisfação receber os moradores na instituição e aproveitou para reafirmar o compromisso do Senac com a formação de mão-de-obra de qualidade.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.