Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vítimas de enchentes no largo de Taboão pedem fim da canalização do Córrego Pirajuçara

Por Sandra Pereira | 24/02/2016

taboaocamara

Sandra PereiraApós pedidos da população uma reunião será agendada com o prefeito e a comissão para tratar do problema.

Representantes dos moradores das ruas Santa Luzia até a Getúlio Vargas, localizadas no Largo de Taboão da Serra, vítimas de 5 enchentes em menos de 60 dias, estiveram na Câmara Municipal na sessão desta terça-feira, 23, para pedir que o legislativo cobre a finalização das obras de canalização o Córrego Pirajuçara. O tema será debatido em audiência pública na Câmara de Taboão no próximo dia 10 a partir das 10 horas.

Durante a sessão os vereadores debateram a questão da enchente, aprovaram projeto que cria gratificação por produtividade para médicos da rede pública, como alternativa para melhorar a saúde e trocaram farpas usando como setas os casos de corrupção no governo federal, as prisões de petistas e a operação Lava Jato, além do desvio de merenda escolar. Em vários momentos a Câmara parecia ter se transformado no Congresso Nacional tamanha era a intensidade de debates da conjuntura política do Brasil.

De acordo com a comissão de moradores do largo de Taboão que esteve na câmara 134 família são atingidas constantemente alvo das enchentes com 2 a 4 metros de alagamentos em casas e comércios. Eles disseram que em visita o local o prefeito Fernando Fernandes prometeu concluir as obras de canalização em 45 dias e pediram que os vereadores cobrem o comprimento do prazo.

Num misto entre revolta e indignação os representantes dos moradores José Alves  e Eliana Manetta expuseram toda a insatisfação de quem se vê no meio das enchentes. Para eles a obra de canalização iniciada “pelo lado  errado e sem planejamento piorou o problema”. A canalização do córrego Pirajuçara começou no governo Evilásio Farias, que não realizou as desapropriações necessárias e não debateu a questão com os moradores atingidos.

“O centro está acabado. Os comerciantes estão indo embora.  Essa situação precisa mudar. Vocês precisam ajudar os moradores a cobrar o fim da canalização”,  disparou José Alves.
Os moradores inconformados queriam que os vereadores tivesse uma ação mais atuante no combate das enchentes. Os parlamentares, por sua vez, falaram do compromisso do prefeito de terminar a canalização. Uma reunião será agendada com o prefeito e a comissão para tratar do problema.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.