Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Variedades

Justiça determina e usuários ficam sem WhatsApp por 48 horas em todo País

Por Direto da Redação do Jornal na Net | 17/12/2015

whats

DivulgaçãoAplicativo é utilizado por boa parte dos usuários de telefonia móvel

Quem tentou enviar ou receber mensagens pelo aplicativo WhatsApp após as 00h desta quinta-feira, dia 17, não conseguiu isso porque uma decisão judicial bloqueou o considerado maior aplicativo de mensagens instantâneas por 48 horas. 

Isso mesmo, o tão utilizado aplicativo de comunicação ficará inativo por dois dias. Algumas pessoas na busca por usar o aplicativo descobriram outros programas que tornam o aplicativo ativo. Porém a recomendação é que aplicativos de bancos, dentro outros não sejam acessados devido a baixa segurança do programa, ou seja, muitos dados ficam expostos na rede. 

O Sindicato Nacional das Empresas de Telefonia e de Serviço Móvel Celular e Pessoal (SindiTelebrasil) informou que as empresas irão cumprir a decisão, sob pena de multa pela Justiça de São Paulo. A decisão foi tomada pela 1ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo. O autor da ação não teve sua identidade revelada.

As empresas de telefonia móvel TIM, VIVO, Claro e Oi foram obrigadas a cumprir a determinação. Os usuários de Nextel até então não mencionados na determinação também ficam sem o serviço nestes dois dias. Houve especulação que em rede Wi-fi o aplicativo funcioonaria porém não foi o que ocorreu, o aplicativo está bloqueado no Brasil para todos os usuários tanto em 3G e 4G como em rede Wi-fi.

Em fevereiro deste ano, houve uma tentativa de bloquear o aplicativo no entanto, um desembargador suspendeu a decisão e o WhatsApp continuou funcionando normalmente, porém agora a decisão foi cumprida. Os usuários não sabem ao certo o motivo pelo qual o aplicativo foi bloqueado, uma vez que corre em segredo de Justiça.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.