Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Meio Ambiente

Moradores de alguns bairros de Itapecerica reclamam da demora na coleta do lixo

Por | 8/09/2010

lixo.jpg

Moradores reclamam da demora na coleta de lixo em Itapecerica

Apesar da instalação do transbordo em Itapecerica da Serra, a demora para a coleta seletiva nas residências continua atormentando os moradores de alguns bairros da cidade. Segundo alguns moradores que procuraram a Reportagem do Jornal na Net nos últimos dias, o caminhão está demorando muito para passar e quando passa é em horário diferente do habitual.

“Não sei onde coloco mais o lixo, todos os dias coloco para o lado de fora da minha casa, mas fazem mais ou menos uma semana que o caminhão não passa. Já não sei mais o que fazer”, relatou a moradora Heleonor do bairro Embu-Mirim.

Os bairros Jardim Branca Flor, Campestre e Valo Velho também passaram pelo mesmo problema. “Os dias que o caminhão passa não são os mesmos que antigamente. Terça, quinta e sábado, porque ele não recolheu meu lixo ontem (quinta-feira passada)”, contou Maria.

A reportagem do Jornal na Net flagrou nesta quarta-feira à noite, dois caminhões de coleta da prefeitura trabalhando normalmente pelo centro da cidade e também na Estrada de Itapecerica e pode constatar que diversas casas colocaram o seu lixo para fora para que a coleta seja realizada.

De acordo com o Chefe de Divisão técnica de limpeza pública, professor Ezequiel, muitas vezes os moradores pensam que o caminhão não passou na sua rua, pois realizou a coleta em horário diferente. “Às vezes precisamos fazer a coleta a noite, devido à falta de caminhões e por estarem quebrados, mas não ficamos muito tempo sem recolher o lixo”, explicou.


A cidade de Itapecerica da Serra conta com 15 caminhões de coleta e cerca de 60 funcionários trabalham no setor de limpeza pública. O lixo é recolhido três vezes por semana em cada bairro. "O lixo é recolhido em alguns bairros de segunda, quarta e sexta e terça, quinta e sábado", ressaltou.

Transbordo

Com o principal objetivo de economizar e ganhar tempo para transportar o lixo recolhido que antes da instalação era descarregado em Caieiras, o secretário de Obras, Carlos Hueb avalia como positiva a mudança. “Além da economia, rapidez, com o transbordo os caminhões não ficarão desgastados depois de três horas viajando para Caieiras e vão quebrar menos, diminuindo os problemas que o município apresenta como atraso na coleta, com o caminhão quebrado", avaliou Carlos Hueb.

De acordo com o Secretário o meio ambiente só tem a ganhar com o transbordo na cidade. "O transbordo nada mais é do que descarregar o lixo do caminhão da prefeitura em outro caminhão que vai levar todos os resíduos, cerca de 120 toneladas por dia para Caieiras. O meio ambiente vai ganhar, pois não vamos mais depositar o lixo na cidade, mantendo dessa maneira a natureza em dia", explicou.

 
Para Valter de Oliveira, mais conhecido como Valtinho diretor da regional do Jacira, o transbordo é um ganho para a cidade. "O que levava três horas para descarregar e voltar para Itapecerica, agora o trabalho será realizado em 40 minutos", concluiu.

Em fase de teste (até a última semana), o transbordo apresentou demora em descarregar o lixo de um caminhão a outro, segundo o professor Ezequiel. “Mas como o objetivo é ganhar tempo algumas mudanças serão necessárias. Acredito que após o teste, conseguiremos cumprir com o objetivo”, finalizou.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.