Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Família Feliz de Taboão rebate denúncias e diz que entidade é transparente

Por Amanda Marques | 29/10/2015

familia_feliz

Arquivo Jornal na Net

A polêmica do Movimento de Moradias retornou à Câmara Municipal de Taboão da Serra, durante a sessão ordinária da última terça-feira (27). Foi a vez dos representantes da Associação Família Feliz usarem da tribuna popular para responder as acusações feitas por integrantes da Associação do Maria Helena na semana passada. O projeto prevê a construção de 500 apartamentos por meio do programa Minha Casa, Minha Vida. 

Terezinha da Silva Gervásio rebateu as acusações e afirmou que não estava ali para se defender, mas sim para falar a verdade. Ela disse tinha em mãos balanço financeiro registrado em cartório e poderia apresentá-lo para quem tivesse interesse.  

“Na época era o Família Feliz, estava cadastrado no Ministério das Cidades, estava apta a fazer projeto e nós, o que é mais difícil a terra, nós já tínhamos a terra, já tínhamos a vontade de comprar e o interesse do proprietário de vender. Ele nos procurou para vender a terra, porque ele sabia que dava negócio e nós sempre colocamos que a Caixa paga a vista. É claro que paga a vista porque depois que estiver tudo certo... É estudo ambiental, projetos de viabilidade. A Caixa aceitou, avaliou a terra, só posterior a tudo isso, que nós com a documentação básica, com cem por cento de parceria do governo anterior e ai isso nos ajudou. Nós acabamos adiantando cinco anos de trabalho”, explicou Terezinha.

Ela reiterou que diante desse fato, houve a o início da parceria com o Família Feliz e com a Bem Viver. Segundo Terezinha, a documentação passou a existir oficialmente a partir desse período, com a instauração do CNPJ da Associação. Os moradores do Maria Helena também foram incluídos com o objetivo de atender o maior número de famílias. 

Terezinha enfatizou que em todos os momentos o Família Feliz consultava a Assembleia: “A Assembleia estava por dentro acompanhando. Nós podemos fazer isso? O que vocês respondiam? Que sim, que poderia, toca para frente, nada de andar para traz”. De acordo com ela, o Maria Helena não fez a devida gestão do projeto e sempre trabalhava de forma negativa, incentivando as famílias para a não aprovação do movimento. 

Lucélia Santos de Lima esclareceu que o projeto esta cem por cento e que nada pode pará-lo, ela afirmou que embora o país esteja passando por uma crise, os apartamentos vão ser entregues. “Espera um pouquinho que esta sem verba, mas vai sair. O mais importante é que cada um vai ter a sua casa. Cada um desses que estão aqui já são donos do seu apartamento, só que não está pronto, mas vai ficar pronto”, certificou Lucélia.

O presidente e fundador da entidade, Gerusael Ribeiro agradeceu o apoio dos vereadores Eduardo Nóbrega e Waines Moreira. O presidente destacou a luta e a veracidade que a iniciativa carrega, pontuando o caso das famílias não beneficiadas: “Com relação àquelas famílias que hoje não estão no projeto... Não estão no projeto por culpa dessa associação [Maria Helena] que veio aqui na semana passada. Nós sentimos muito por essas famílias, mas não fomos nós que as excluímos. Nós tínhamos data para poder levar todos os nomes das 500 famílias da nossa demanda completa, porque nós corríamos o risco de perder nosso projeto”. 

Gerusael ressaltou que a entidade é transparente e que todas as decisões são tomadas em Assembleia, afirmando que a documentação é pública. “Se quiserem, peguem os documentos na nossa entidade, os senhores verão que os nossos documentos estão todos redondinhos e são todos legalizados, tanto em nível de município, como em nível de Estado, como em nível de Governo Federal”, completou.

O vereador Waines Moreira cumprimentou o movimento de moradia, agradeceu a presença de todos e apoiou a luta evidenciando sua presença desde o início no projeto. “Como vocês fizeram naquele ato, que foram até a casa do Prefeito para liberar o alvará de construção. Ali mostrou a união do movimento”, encerrou Moreira. 

Eduardo Nóbrega manifestou sua opinião sobre o Família Feliz e afirmou que acredita em tudo o que fora dito em tribuna. “Trabalharam muito duro para que a população, para aquelas pessoas que fazem parte da associação possam alcançar o sonho da casa própria. Eu já vejo a chave na mão das famílias e eles comemorando o direito sagrado à habitação. No momento em que foi necessário um apoio mais efetivo do parlamento, nós estivemos presentes sim, eu e o vereador Moreira para que não permitíssemos o policial civil tomar a área que foi conquistada com muito sangue e suor por essas famílias”, finalizou Nóbrega, relembrando um episódio na luta dos moradores.

27/04/2017

Justiça concede liminar para tentar barrar greve geral em ônibus e metrô

Numa tentativa clara de barrar a greve geral contra as reformas da Previdência e Trabalhista,...

27/04/2017

Câmara aprova proposta de reforma trabalhista; texto segue para o Senado

Após quase 14 horas de sessão, a Câmara dos Deputados concluiu, na madrugada desta quinta-feira...

26/04/2017

Vereadora Priscila Sampaio fará pedágio contra o jogo Baleia Azul em Taboão

Preocupada com a disseminação do trágico jogo virtual baleia azul, que já levou vários...

26/04/2017

Vereadores de Taboão aprovam regulamentação do uso da sede da Câmara Municipal

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram por unanimidade na sessão desta terça-feira, 25,...

26/04/2017

Senado aprova em 1º turno fim do foro privilegiado de políticos e autoridades

Senado aprovou nesta quarta-feira (26), em primeiro turno, a proposta de emenda à Constituição...

26/04/2017

Temer decide cortar ponto de servidores que entrarem em greve

O presidente Michel Temer decidiu que cortará o salário dos servidores que participarem da greve...

25/04/2017

Bom Prato de Taboão começa a funcionar nesta quarta (26) com almoço a R$ 1,00

O prefeito de Taboão da Serra, Fernandes Fernandes Filho, anunciou no começo da noite desta...

22/04/2017

Taboãoprev presta contas de 2016 em audiência da Comissão de Finanças da Câmara

A Autarquia Previdenciária do Município de Taboão da Serra (Taboãoprev) realizou prestação de...

21/04/2017

Câmara de Embu aprova multa a pichação, criação da Romu e título a Fábio Teruel

Os vereadores de Embu das Artes aprovaram nesta quarta-feira, dia 19, aplicação de multa a...

27/04/2017

Justiça concede liminar para tentar barrar greve geral em ônibus e metrô

Numa tentativa clara de barrar a greve geral contra as reformas da Previdência e Trabalhista,...

27/04/2017

Câmara aprova proposta de reforma trabalhista; texto segue para o Senado

Após quase 14 horas de sessão, a Câmara dos Deputados concluiu, na madrugada desta quinta-feira...

27/04/2017

Taboão começa a elaborar Plano de Mobilidade em audiência pública no Cemur

Atendendo a Política Nacional de Mobilidade Urbana e a Lei 12.587/2012, que estabelece a...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.