Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Variedades

Profissionais do Sistema de Garantia de Direitos participam de workshop em Embu

Por Prefeitura da Estância Turística de Embu das Artes | 28/10/2015

palestra_1

Everaldo Silva/PMETEA

A Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Qualificação Profissional encerrou hoje, 27/10, o ciclo de workshops realizado em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA). Os encontros fazem parte da capacitação voltada aos profissionais que compõem o Sistema de Garantia de Direitos de Embu das Artes, e que tem apoio e participação de membros das casas de acolhida Toca da Coruja (municipal), Centro Educacional à Criança e Adolescente (Ceca) e Alegria e Esperança (conveniadas).  O encontro aconteceu no Centro de Referência da Mulher (CRM), no centro da cidade. As casas de acolhida de Embu das Artes têm hoje 33 crianças e adolescente sob seus cuidados e responsabilidade.

O workshop é sequência do tema que já havia sido trabalhado na semana anterior (leia aqui),  “Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes e o Direito à Convivência Familiar e Comunitária”, foi ministrado pela psicóloga Neusa Sauaia e pela facilitadora Silvana Cury, ambas do Núcleo Espiral,  entidade parceira que promove e executa ações sócio-educativas para prevenção da violência contra crianças e adolescentes. Participaram educadores e equipe técnica dos serviços de acolhimento.
“Nessa segunda etapa, solicitamos ao grupo que realizassem a construção de um questionário para melhor conhecer as famílias, para saber o padrão de organização, de comunicação e os seus sistemas de valores”, falou Neusa. De posse dessas informações, os profissionais do Sistema de Garantia podem perceber onde estão os pontos mais vulneráveis e trabalhar melhor a família, de forma mais personalizada.
O acolhimento institucional para crianças e adolescentes é um serviço voltado ao cuidado e proteção da criança ou do adolescente que, em decorrência da violação de direitos – abandono, negligência, violência – por parte da família, precisou ser afastado deste convívio.
A medida protetiva ocorre por meio de determinação judicial e deve ser aplicada em caráter de exceção, nas situações de grave risco à integridade física e/ou psíquica, como último recurso, conforme preconiza o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Seminários 

Nos dias dias 16/11, 24/11 e 01/12, sempre a partir das 8h, no Centro Cultural Mestre Assis (largo 21 de Abril, 29), acontecem seminários dentro do tema em parceria com a ONG Consciência Social, com a palestrante  Gabriela Schreiner, que tem diversos trabalhos junto à Unicef e Programas das Nações Unidas com foco na garantia dos direitos de crianças e adolescentes em situação de risco.

27/06/2017

Programa Estadual de Qualificação forma 60 alunos em Embu das Artes

O Programa Estadual de Qualificação (PEQ) realizou na manhã desta terça-feira (27), a formatura...

27/06/2017

Prefeitura contabiliza avanços na área da segurança em Itapecerica da Serra

Apesar de segurança pública ser responsabilidade do Governo do Estado, a Administração Jorge...

27/06/2017

Morador tradicional do Jardim Maria Rosa morre na tarde desta terça-feira (27)

É com pesar que familiares e amigos comunicam o falecimento do morador tradicional do Jardim...

26/06/2017

Prefeitura revitaliza Espaço Cultural do Jardim Branca Flor

No dia 14 de junho, a Prefeitura de Itapecerica da Serra, por meio da Secretaria de Cultura,...

26/06/2017

Músico Guilherme Faquetti se apresenta no Santo Eduardo

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.