Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Passageiros do transporte intermunicipal estão insatisfeitos com a mudança de itinerário

Por Direto da Redação do Jornal na Net | 13/10/2015

oni

Caique Francischetti

Os passageiros do transporte intermunicipal ficaram insatisfeitos com a notificação da mudança de itinerário de pelo menos 12 linhas que operam de São Paulo aos municípios de Taboão da Serra, Embu das Artes e Itapecerica da Serra. A medida entra em vigor no próximo sábado, dia 17, e deve impactar cerca de 38 mil passageiros que utilizam as linhas diariamente. 

Pelas redes sociais, as manifestações dos passageiros foram de forma negativa. "Ninguém merece essa Elizeu em horário de pico, oh sofrência a partir do dia 17. Já estava ruim indo pelo corredor na Francisco Morato imagina agora na Elizeu não tenho hora pra chegar em casa afff", escreveu uma leitora do Jornal na Net.  

"Um absurdo.....e quem precisa usar o transporte público para ir até o Hospital Metropolitano? Engraçado nas eleições para deputado e governador o voto da nossa região vale, né?", escreveu outro leitor em sua página.  

De acordo com a EMTU, ao todo são 12 linhas que sofreram alteração sendo elas: 032 BI1, 032BI2, 033, 078PR1, 090PR1, 124, 124BI1, 128, 190, 191, 272 e 356. Que fazem o transporte dos passageiros da Capital aos municípios de Taboão da Serra, Embu das Artes e Itapecerica da Serra. 

Além disso, "quatro dessas linhas - 033, 124, 124BI1 e 191 - atenderão de passagem o Terminal Metrô Butantã da Linha 4 – Amarela e seguirão pela avenida Vital Brasil até a ponte Eusébio Matoso. Nesse caso, o usuário pode optar pela utilização do Cartão BOM na integração com o Metrô, economizando R$ 1,55 na integração. As linhas 032, 078, 090 e 510 continuarão no corredor da av. Francisco Morato e voltarão a circular pela Ponte Bernardo Goldfarb e rua Butantã para acesso ao bairro de Pinheiros, reduzindo o percurso e proporcionando um ganho de tempo ao usuário", traz informe da EMTU no site.  

A maior das reclamações é a demora, uma vez que a avenida Eliseu de Almeida apresenta muito transito em horário de pico, e na avenida Francisco Morato, os ônibus tem a possibilidade de transitar no corredor, o que agiliza a viagem principalmente nos dias e horários de maior circulação de veículos, como por exemplo, nas sextas-feira e também nos horários da manhã e final de tarde.  

Outra questão recorrente é o fato de alguns usuários serem obrigados a utilizar duas conduções para chegar em seu destino de trabalho/escola, esse problema foi levantado devido o custo extra que a mudança vai gerar no orçamento familiar de muitos usuários, em contrapartida, há quem defenda que a mudança de itinerário vai reduzir o transito na Avenida Francisco Morato principalmente no horário de pico. "Eu vejo como satisfatório, no horário de pico é impossível transitar na Francisco Morato, de inicio vai ser um grande impacto mas depois melhora", disse José Carlos. 



Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.