Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vereadores de Taboão rejeitam proposta de disponibilização ou fechamento da EE. Alípio de Oliveira

Por Assessoria de Imprensa da Câmara de Taboão | 11/10/2015

vereadores

Divulgação

Vereadores de Taboão participaram de reunião nesta quinta-feira, 8, com integrantes da Diretoria de Ensino da cidade quando foi feita apresentação da proposta de reestruturação das escolas da rede pública estadual apresentada recentemente pelo governo do Estado. O presidente da Câmara, vereador José Aparecido Alves, a presidente da Comissão de Educação da Casa, Joice Silva e os vereadores Marcos Paulo, Érica Franquini, Luiz Lune e Ronaldo Onishi se posicionaram contra a proposta de disponibilização para outros fins, ou fechamento da Escola Estadual Alípio de Oliveira e Silva. Todos eles garantiram apoiar a luta dos estudantes e professores do município para manter aberta a escola Alípio. 

De acordo com estudo apresentado pela dirigente regional de ensino, Maria das Mercês, Taboão da Serra tem 27 escolas estaduais. A ideia do governo é separar os estudantes por idade e nível. Sendo assim as escolas próximas umas das outras devem dividir os alunos entre nível fundamental ou médio. 
Dentro desse contexto a diretoria de ensino vai apresentar duas propostas ao governo para as escolas José Roberto Pacheco e Alípio Oliveira. Uma delas seria transferir os alunos do Alípio para ao Pacheco, para em seguida disponibilizar, ou seja fechar o prédio do Alípio. A outra proposta seria transformar o Alípio em escola de ensino fundamental e o Pacheco numa unidade de ensino médio. A proposta de disponibilização da escola Alípio foi recusada por todos os vereadores presentes na reunião. Ainda segundo o estudo apresentado  a região do Alípio apresenta baixa demanda de alunos.

Os vereadores apresentaram dados aos representantes da Diretoria de Ensino do município, comprovando que a região onde se encontra a escola Alípio vai registrar amplo adensamento,  graças a implantação de empreendimentos de moradia já estão aprovados. Disseram que a proposta não foi bem recebida pela comunidade escolar, se mostraram contrários ao fechamento da escola Alípio e disseram que o município precisa de mais escolas estaduais. 

No final da reunião o presidente da Câmara, vereador Cido, agradeceu a presença dos representantes da diretoria de ensino na Casa. Falou que o estudo apresentado aos vereadores ajudou a tirar dúvidas sobre a proposta de reestruturação. Para o presidente a organização dos estudantes por idade pode ser positiva, mas é preciso garantir que a escola não seja fechada. Além disso, ele observou que Taboão necessita de mais investimentos na educação de jovens e aproveitou para pedir uma escola de Educação integral. 

“Temos que agradecer a Mercês por vir até nos apresentar esse estudo. Isso demonstra respeito com essa Casa Leis e os vereadores”, disse o presidente. 

A presidente da Comissão de Educação da Câmara, vereadora Joice Silva,  também agradeceu a apresentação sobre o estudo. “Não posso falar por todos mas a maioria dos vereadores quer a manutenção da escola, independente da demanda atual”, disse. 

“Em pouco tempo a nossa cidade vai ter uma explosão populacional naquela região. Meu posicionamento político é contra o fechamento de qualquer escola”, explicou o vereador Ronaldo Onishi.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.