Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Acessibilidade é a palavra de ordem na luta dos deficientes em Taboão da Serra

Por Amanda Marques | 28/09/2015

acessibilidade

Assessoria de Comunicação CMTS

Cadeirantes, deficientes físicos, idosos e o público em geral participaram na última sexta-feira (25), do 1° Fórum de Acessibilidade, Inclusão e Cidadania de Taboão da Serra. O evento contou com várias palestras de especialistas e intervenções artísticas com poesia e teatro. Palavras de ordem do dia: acessibilidade no transporte público da região. Os moradores levantaram questões relevantes e contribuíram com relatos e pedidos de atenção à estrutura da cidade. 

Falta de adaptação nos ônibus, elevadores de suspensão quebrados, falta de responsabilidade e cidadania por parte de motoristas e pessoas sem consciência e humanidade, foram alguns tópicos levantados por Marcelo de Marco e Gian Carlo, ambos com 39 anos. Marcelo é presidente da Associação Paradesportiva ‘Todos’, que desenvolve um trabalho de esportes com cadeirantes e deficientes físicos na região do Campo Limpo. Gian é vice-presidente e os dois participam de inúmeros campeonatos, dentro e fora de São Paulo. 

Marcelo e Gian nasceram deficientes físicos e sempre utilizaram a cadeira de rodas. Os dois tiveram problemas na hora do parto, o que implicou nos movimentos do corpo. Os amigos falaram sobre o quão difícil é andar pela cidade, não só pela falta de estrutura das calçadas e ausência de rampas de acesso, mas em função dos elevadores dos ônibus. 

Gian Carlo comentou que chegou há esperar três horas, até que um motorista parasse o ônibus e o colocasse dentro do veículo. Segundo ele, várias tentativas aconteceram e 15 ônibus passaram, mas não paravam ao ver o sinal do cadeirante. Inacreditável, mas verdade. Marcelo ressaltou que alguns veículos possuem o elevador, mas não são todos, outro problema é quando estão quebrados. Os motoristas se negam a carrega-los no colo, por exemplo. 

O vereador e presidente da Casa, José Aparecido Alves afirmou que não esperava que o fórum trouxesse uma diversidade tão grande de pessoas. Cido ressaltou que todos os participantes do evento se juntaram no propósito de que nenhuma injustiça fosse cometida na sociedade. Ele lembrou a lei que implantou sobre a acessibilidade dos ônibus e disse que nenhum veículo pode sair da garagem se estiver com problemas nos elevadores. 

A Coordenadora da Comissão de Acessibilidade da ABNT, Adriana Romeiro comentou que se deve garantir que ruas e calçadas estejam em boas condições, bem como a iluminação desses locais, para que a população possa transitar também durante a noite. A especialista reiterou dizendo que a acessibilidade tem de estar aplicada em todos os espaços e em todas as edificações.

O que não acontece, pois de acordo com o Marcelo, cadeirante e presidente da Associação de Paraesportistas, locais como agências bancárias, por exemplo, não possuem estrutura adequada para receber os deficientes. Ele relata que todas as vezes que tem de realizar algum serviço na agência, não consegue subir até o andar superior, devido o elevador estar quebrado. A gerente de Marcelo tem de descer até ele, para conseguir resolver as questões. 

Atrelado a esse fator, Gian e Marcelo dizem que estacionar, mesmo nos dias atuais, exige grande dificuldade. “Não é uma vaga de deficiente, porque nós somos mais bonitos ou feios que alguém, mas porque é necessário”. Marcelo explica que o espaço direcionado nessas vagas são maiores para que seja possível sair com tranquilidade do veículo e manipular a cadeira. 

Os esportistas contam que em todas às vezes, em qualquer lugar público, passam pelo drama de encontrar vagas disponíveis. Não há uma consciência por parte da comunidade e Marcelo diz que mesmo quando questiona alguém que está estacionando em local preferencial, escuta a frase: “Há, mas só vou parar aqui por cinco minutinhos!”. Enfático ele afirma: “Você [Marcelo] tem compromisso, não é porque você é deficiente físico e esta em uma cadeira de rodas, que você não tem compromisso”.

O Doutor Jorge Rafael nasceu com paralisia cerebral, mas se formou advogado e também foi professor. Ele expressou uma inteligência exorbitante e venceu a deficiência. Jorge tem uma carreira profissional de sucesso e falou coisas muito pertinentes ao universo dos deficientes. Alfabetizado em 40 dias por sua mãe, ele ressaltou que as pessoas não respeitam os direitos de cada um e que em nosso país, tudo deve virar lei para ser cumprido. 

O Secretário de Transportes e Mobilidade Urbana, Rinaldo Tacolla informou que em um total de 10 ônibus, 4 estão quebrados. Segundo ele, os problemas de mobilidade e estrutura devem ser tratados pela gestão pública, em especial o transporte. Rinaldo ressaltou que a lei impõe que todos os veículos devem ter o elevador de acesso e que a determinação tem que ser cumprida por todas as empresas de ônibus de Taboão da Serra. “É um grande desafio pra gente, realmente adotar uma política, que torne a cidade mais justa, que torne a cidade nesse sentido, menos violenta”, destacou o Secretário.

‘Nós temos um modo diferente de funcionar’ 

As intervenções poéticas realizadas durante o encontro foram encantadoras e arrepiantes. Sim, a pequena Eduarda Maia, cadeirante e ganhadora do Concurso de Poesias da Rede Municipal, recitou sua poesia vencedora e arrancou sorrisos do público. Não há barreiras para fazer um bom trabalho e Eduarda mostrou isso. 

O poeta, escritor e ator, Edgar Izarelli, na companhia de sua linda esposa e atriz, Lua Rodrigues, encenaram com muito amor e cumplicidade a poesia feita por eles. Edgar também é deficiente físico e apresentou versos muito próprios que expressavam de fato, a realidade segundo o olhar dele. Sua esposa Lua, foi uma extensão de seu corpo e atuou fazendo com que as pessoas se arrepiassem. 

O momento das intervenções fez com que, todos em volta pudessem perceber o quão palpável e fértil é a vida das pessoas portadoras de deficiência. Mas, afinal de contas, que deficiência? Naquele momento Edgar agiu como qualquer outra pessoa, com muito sentimento e emoção, fortificados pela luta diária exigida para sobreviver em um país amarrotado de preconceitos.

17/11/2017

Taboão terá caminhada pela paz e contra violência às mulheres dia 25 de novembro

O lançamento de uma ampla mobilização para uma caminhada histórica pelo fim da violência contra...

17/11/2017

Evento beneficente promete agitar Taboão da Serra no domingo, 26

Gente bonita, modelos, artistas, personalidades, palco repleto de atrações, além de muitos...

17/11/2017

Corpo de Thabata será sepultado no Cemitério da Saudade

Mulher que foi assassinada e teve o corpo descartado numa área do Jardim Santo Antônio, em meio...

16/11/2017

Família da mulher morta e jogada no lixão apareceu após apelo no Jornal na Net

A mulher que passou três dias sem identificação no IML de Taboão da Serra, depois de ser...

15/11/2017

Moradores de Taboão elaboram Projeto de Segurança Pública

Cansados da falta de segurança e de serem vítimas frequentes da criminalidade que assola o...

15/11/2017

Mulher jogada em lixão no Embu pode ser enterrada como indigente

A mulher morta encontrada seminua em meio a blocos, entulho e todo tipo de lixo no jardim Santo...

14/11/2017

Poupatempo Móvel estará no Parque Rizzo entre os dias 21/11 e 02/12

A Secretaria do Trabalho e Emprego, por meio do Secretário Paulo Vicente firmou uma parceria com...

10/11/2017

Prefeitura e PC lançam dois projetos de combate à violência contra a mulher

A Prefeitura de Taboão da Serra, através da Coordenadoria dos Direitos da Mulher em parceria com...

08/11/2017

Advogacia de Taboão da Serra ganha nova Casa do Advogado

A Ordem dos Advogados do Brasil, subseção de Taboão da Serra, inaugurou nesta terça-feira (7) a...

07/11/2017

Disque Denúncia e Homem Sim, Consciente Também vão reforçar combate à violência

O combate à violência contra a mulher em Taboão da Serra e na região vai ganhar o reforço de um...

17/11/2017

Taboão terá caminhada pela paz e contra violência às mulheres dia 25 de novembro

O lançamento de uma ampla mobilização para uma caminhada histórica pelo fim da violência contra...

17/11/2017

Representado pelo paulista André Akkari, Poker segue crescendo no Brasil

Um dos esportes mentais mais populares do planeta, o poker cresceu muito de popularidade nas...

17/11/2017

Licenciamento: novembro é o mês de veículos com final 9

Os proprietários de veículos com placa final 9 já podem fazer o licenciamento. Já os donos de...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.