Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Palestra em Taboão fala sobre colesterol e mostra medidas de prevenção

Por Amanda Marques | 25/09/2015

palestra

Divulgação Médica do Incor participou de palestra na última quinta-feira na Câmara de Taboão

O 1° encontro de pessoas portadoras da Hipercolesteromia Familiar, aconteceu na última quinta-feira (24), na Câmara Municipal de Taboão da Serra, com palestras muito esclarecedoras e, sobretudo de importância social. O vereador Eduardo Nóbrega fez questão de informar que não se tratava de um evento político eleitoral, mas, um evento de conscientização. O dia foi muito produtivo, principalmente por contar com a presença da Doutora Elizabete Almeida, representante do Incor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas). Relatos de pessoas que possuem a doença também foram explanados e propôs a todos os presentes, uma reflexão sobre os cuidados que devemos ter com a saúde. 

A palestra marcou o primeiro ano do dia de conscientização sobre a Hipercolesteromia Familiar. Nóbrega disse que no próximo ano vai marcar a data realizando caminhadas e outras ações de cunho educativo. Ele contou que a iniciativa de aprovar a lei nasceu quando tomou conhecimento que era portador da doença e conheceu a história de outros pacientes.  

A médica Elisabete Almeida, integrante da equipe do Hospital do Coração (Incor), ministrou a palestra sobre Hipercolesteromia Familiar, cumprindo o que determina lei de autoria do vereador Eduardo Nóbrega, que requer a divulgação de informações sobre a doença e o seu tratamento. A especialista alertou para a necessidade de orientar as pessoas para o risco da doença, que é genética e requer cuidados com alimentação, prática de exercício e o uso de medicação durante toda a vida. A médica orientou os presentes a comer ao menos um prato de salada por dia, caminhar por pelo menos 22 minutos e evitar a ingestão de gorduras. 

O pastor André Luiz é fundador e diretor da Associação HF (pacientes portadores da Hipercolesteromia Familiar). Morador de Taboão, André afirmou que quando a HF foi fundada, a primeira ação pensada por ele, foi trazê-la para a cidade. O maior intuito da Associação é levar a informação e detectar a doença, ajudando a área de saúde a identificar onde estão os pacientes. Segundo ele, por sorte, Eduardo Nóbrega é seu amigo de infância e diante da apresentação da iniciativa, o vereador abraçou imediatamente a causa. O pastor acredita que a divulgação a partir do evento, será muito grande e espera que no ano que vem, seja maior ainda. 

A história de André é impressionante, em especial, pelo fato de ter passado por dois infartos, ainda muito jovem. Esse dado mostra que a hipercolesteromia (colesterol aumentado) não tem uma faixa etária específica para se manifestar. “Sem tratamento ela causa a morte. E quanto mais cedo for diagnosticado, melhor. Eu [André] faço o uso de medicações que são caras, eu chego a tomar nove medicamentos por dia e é isso que me faz viver,”, enfatizou. 

O líder de governo, Eduardo Nóbrega aproveitou para elucidar a questão da saúde em Taboão: “A saúde é o ponto mais atacado do nosso governo. O trabalho que nós estamos realizando, já nos coloca numa situação de ser a melhor saúde da região e nós não podemos nos envergonhar de dizer isso. Ainda há muito para avançar. Nós estamos cumprindo aquilo que prometemos quando assumimos o governo, com todas as dificuldades que são impostas a essa área”. 

Melissa Yoshie é gerente de equipamentos de saúde do serviço especializado de reabilitação do município, e esteve presente em nome da Secretária de Saúde, Dra. Raquel Zaicaner. Melissa explicou que a Secretaria tem feito os esforços para a melhoria da saúde, além da atuação na prevenção. Ela afirmou que hoje, os prontos socorros possuem um serviço de intervenção aos pacientes diagnosticados com AVC (acidente vascular cerebral), e tudo o que esse paciente necessita, é disponibilizado. O objetivo é que o indivíduo chegue à reabilitação, com condições melhores de se recuperar.

Medidas de prevenção: O Incor fala 

A Doutora Elizabete Almeida é medica e especialista em educação de saúde e qualidade de vida no Instituto do Coração. Ela informou que dois terços da população estão com colesterol aumentado e os fatores principais são: a má alimentação e o sedentarismo. Segundo ela, esses são os aspectos que mais agravam a doença. 

A doutora ressaltou que no Brasil, menos de 1% da população tem o diagnóstico, os médicos na maioria das vezes não sabem identificar a doença e solicitam apenas uma dieta para os pacientes. Elizabete afirma que é necessário se realizar um exame de sangue, aliado ao histórico familiar. O retardo no diagnóstico, caminha efetivamente para um AVC ou um infarto.

O mal da sociedade moderna, de acordo com a especialista, é o consumo de alimentos industrializados, que contém grandes quantidades de conservantes e gorduras saturadas. Além das crianças de hoje, que estão sempre atreladas aos dispositivos tecnológicos e não mais a brincadeiras saudáveis, como correr e pular corda. 

Para a médica, a informação sobre a doença e como o paciente deve se comportar é essencial. Ela defende que a divulgação das informações sobre como prevenir e tratar o colesterol alto deve ser a meta do poder público nessa questão. Disse que as pessoas têm de se esforçar para reduzir o consumo de sal. “Louvo bastante essa iniciativa de conscientizar os moradores para o combate ao colesterol alto, problema silencioso que mata”, afirmou o vereador Moreira, no final do evento. 

19/10/2017

Polícia Militar abre concurso para formação de oficiais

A Polícia Militar do Estado de São Paulo abriu inscrições para a realização de concurso público...

18/10/2017

Aneel autoriza reajuste nas contas de luz de consumidores do DF, GO e SP

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou hoje (17) reajustes nas contas de luz...

17/10/2017

Caixa e BB antecipam em dois dias pagamento do PIS/Pasep a correntistas

Com dois dias de antecedência em relação ao calendário oficial, os correntistas da Caixa...

15/10/2017

Mulher atacada por ex com facão era separada há 6 anos e sofria ameaças

Durante seis anos Edeni Aparecida Rocha da Silva, 37 anos, viveu no inferno, mas somente ela e...

15/10/2017

Exame para certificar mais 1,5 milhão de jovens adultos tem nova data

O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos será aplicado no dia 19...

15/10/2017

Rodoanel tem audiência para instalação de postos de combustíveis

No próximo dia 24 de outubro, a Agência de Transporte do Estado de São Paulo – Artesp...

14/10/2017

Horário de Verão começa neste domingo, adiante seu relógio em uma hora

Horário de Verão começa à 0h deste domingo (15), e os relógios deverão ser adiantados em uma...

11/10/2017

Unicef: a cada 10 minutos morre uma menina vítima de violência

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) lembrou, nesta quarta-feira (11), por ocasião...

11/10/2017

Prefeito Fernando Fernandes forma mais 24 Guardas Municipais

O prefeito Fernando Fernandes formou na noite de sexta-feira, 06 de outubro, mais uma turma da...

19/10/2017

Campanha “Olhar do Bem” continua recebendo doação de óculos

Uma iniciativa do Fundo Social de Solidariedade e das Óticas Panamby vem ajudando pessoas com a...

19/10/2017

Embu recebe espetáculo de dança que investiga processos de autorreconhecimento

No próximo domingo (22/out), o Teatro Popular Solano Trindade recebe o espetáculo de dança...

19/10/2017

Polícia Militar abre concurso para formação de oficiais

A Polícia Militar do Estado de São Paulo abriu inscrições para a realização de concurso público...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.