Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Moradores pedem faixa de pedestre em avenida de Taboão

Por Amanda Marques | 6/09/2015

tab

Leitor Jornal na Net Prefeitura diz que a avenida esta totalmente sinalizada e questiona denuncia

A falta de faixas de pedestres na Avenida Antônio de Oliveira Salazar, localizada no bairro do Jardim Pirajussara, em Taboão da Serra, segundo moradores e lideranças da região, é um dos problemas mais difíceis que a comunidade esta enfrentando. De acordo com o Reverendo Josué Torres, na altura da Igreja Missão do Bom Jesus, a avenida não possui faixas de pedestres e faróis. Josué relata que praticamente todos os dias, a avenida é palco de acidentes e atropelamentos. 

A Prefeitura disse à reportagem do Jornal Na Net, que a avenida é totalmente sinalizada em toda a sua extensão. A assessoria de imprensa chegou a questionar se realmente se tratava da Av. Antônio de Oliveira Salazar, de acordo com as fotos enviadas por eles, a sinalização esta ativa e visível. 

Josué diz que existem dois pontos de ônibus, um em frente à Igreja e o outro próximo à Galeria Poupa Tempo. Segundo ele, as pessoas não conseguem atravessar, pois não há faróis e nem sinalização de faixas de pedestres nesses locais. É necessário de acordo com o revendo, acenar com as mãos aos carros, para atravessar principalmente, os idosos. Os moradores que através da Avenida Fernando Fernandes, caminham para os pontos de ônibus em questão, se veem obrigados a passar em meio aos carros, que congestionam a rua em função da rotatória. 

Neste ponto, os motoristas devem ter atenção e cordialidade, pois para atravessarem e seguirem em direção a Estrada Kizaemon Takeuti, por exemplo, eles têm de solicitar passagem a carros, ônibus e motos, que vem na direção contrária.  

O Reverendo Josué informa que foram feitos dois abaixo assinados, o primeiro durante a gestão anterior da prefeitura e o segundo durante o mandato do atual prefeito Fernando Fernandes, mas não obtiveram respostas em nenhum. Ele diz que com a feira livre as quartas-feiras aumenta o perigo, pois os carros que poderiam optar por passar pela Avenida Fernando Fernandes, tem que fazer o desvio e seguir pela arriscada Antônio de Oliveira Salazar. 

As pessoas que passam pela Avenida Fernando Fernandes, próximo à rotatória para chegar até um dos pontos de ônibus, devem se preocupar. É necessário disputar o espaço com carros, motos e bicicletas. Josué diz que a sinalização feita no asfalto é visível, mas falta segurança para os pedestres, uma vez que eles não têm um espaço específico para andar. 

Segundo Josué, que observa diariamente o trânsito no local, o trecho da curva e dos pontos de ônibus são os mais perigosos. Ele conta que ha algumas semanas, uma moto atropelou uma senhora para desviar de um carro. Outra circunstância arriscada vista por Josué, esta na ultrapassagem que os carros fazem para não ficarem parados atrás dos ônibus, invadindo a pista contrária e provocando acidentes. 

Josué se refere à falta de sinalização com angústia: “Todos os dias quando eu estou na porta da Igreja, eu presencio acidentes, todos os dias”. Não há outra possibilidade de acesso para as pessoas que moram nas proximidades, em especial nas regiões acima da avenida, eles têm de descer e atravessar justamente no local onde não há as faixas e os faróis. 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.