Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Variedades

O terreno hostil da covardia e seus amargos frutos ou filhos

Por Sandra Pereira | 1/09/2015

coragem

Arquivo pessoalJornalista Sandra Pereira é editora do site Jornal na Net

A covardia é um terreno sobre o qual jamais tive a infelicidade de andar. Não semeei a miséria comum em seus campos. Não colhi seu gosto amargo. Não a conheço e mesmo assim repudio sua existência. Os covardes vão carregar como legado pessoal e intransferível a insatisfação diária ao olhar no espelho. O reflexo do que enxergam os faz sentir vergonha do que são e serão até o final de suas vidas covardes. Gente assim abaixa a cabeça. Aceita tudo. Engole brejos de sapos. Chega a sentir dor na alma pesada. Vive de migalhas.   

É por isso que a maioria absoluta dos covardes quase sempre cuida da vida alheia. A razão é clara, simples e objetiva: a própria vida deles é ruim, amarga e desinteressante. É preciso achar na vida dos outros algum elemento capaz de tornar sua vida menos chata e mais suportável.

O pior dos covardes é que eles se escondem debaixo de vários mantos. Querem ser os guardiões da honra, da verdade, de tudo aquilo que jamais vão poder experimentar em razão da própria covardia. É o tempo que se encarrega de derrubar cada um desses mantos que acobertam peitos de almas covardes.  

Nesta minha passagem terrena já experimentei muitos sabores amargos, mas tenho orgulho de em nenhum momento ter provado o sabor da covardia. Encarei e encaro de frente cada um dos meus desafios. Assino o que escrevo. Falo o que penso. Tomo decisões e vivo com elas. Sou mais macho que muito homem. Lutei de peito aberto em cada uma das guerras que me propus enfrentar. As primaveras me mostraram que algumas delas foram em vão. A sabedoria dos anos me faria evitá-las, por outro lado existem aquelas sem as quais eu não seria eu. Essas defino como essenciais ao meu mundo atual. Nessas eu lutaria 100 vezes se fosse preciso.

Covardes armam as guerras, mas deixam o território antes que elas eclodam. Fazem jogos sujos. Agem pelas costas. Usam armas camufladas. Mandam indiretas. Causam dor. Mas, jamais vão sentir o prazer indefinível que os corajosos enfrentam a cada batalha vencida. Viverão toda a vida carregando no peito a vergonha de nunca ter lutado. A história se encarrega de apagar suas lamentáveis existências.

 Se eu pudesse diria aos covardes: abandonem os seus campos amargos. Escolham aqueles floridos, os bosques repletos de plantas, árvores com variados frutos, os horizontes com finais de dias coloridos, as noites de lua e a clareza do amor. E por favor parem e apreciem o mar. Não custa lembrar que nenhuma força é maior e mais poderosa que o amor e é preciso coragem para conhecer e desfrutar o seu sabor. Para não restar dúvida visite Corintios 13.

À minha descendência deixarei o legado de que a covardia é um jeito de permanecer morto em vida. Não conheço um único covarde digno de respeito. Todos e cada um merecem o pior que podemos oferecer: pena.

Sandra Pereira é Jornalista formada pela Universidade Federal de Alagoas e pós graduanda e Marketing e Comunicação 

Marisa Camargo

Lindo o seu texto;corajoso,decisivo,cheio de vida;quero apenas ajustar alguns enfoques que lhe passaram despercebidos.Não tenho inveja, amo os animais e procuro não julgar os atos das pessoas além da minha capacidade.Todos diriam que sou feliz mas não é bem assim.Engulo sapos,sou oprimida, humilhada de todas as formas e nada faço porque a vida não me permite.Sou velha, fraca e muito só;trago comigo aquela solidão que só conhecem os que beiram a morte, não só do corpo mas também da alma.Carrego em mim a dor imensa do abandono e o estigma letal da covardia!

Jefferson Mendes

Nossaaaa, quanta mágoa, quanto rancor!

gerson

Parabéns pela matéria. Diante das suas múltiplas competências, destaca-se sua pró-atividade, comprometimento e dedicação a tudo que faz! Não deve explicação a ninguém, a não ser a você mesma. Penso que a inveja é a arma utilizada pelos fracos que não sabem lutar pelos seus sonhos.

FABIO PEREIRA

PARABENS PELO TEXTO!!!! LINDO!!!

22/08/2017

Restaurante Popular de Embu comemora 5 anos com jantar especial

A Secretaria de Desenvolvimento Social convida todos para a comemoração do 5º aniversário do...

22/08/2017

Procon de Itapecerica da Serra realiza ação fiscalizatória no comércio e agência

A unidade do Procon de Itapecerica da Serra realizou nesta sexta-feira, 18, uma ação de...

22/08/2017

Físicos alertam: Fim do mundo está próximo para a ciência brasileira

O fim do mundo está próximo para a ciência brasileira, e o futuro do país pode ser destruído com...

21/08/2017

Sabesp informa que voltará a atender no antigo endereço em Itapecerica da Serra

A partir do dia 28 de agosto, a Sabesp volta a atender no antigo endereço:
Rua São João nº 89 –...

16/08/2017

Taboão recebe espetáculo “O Alienista” hoje no CEMUR

16/08/2017

Atuação em eventos fortalece Coleta Seletiva de Itapecerica da Serra

Com o objetivo de reforçar o importante trabalho de Coleta Seletiva em Itapecerica da Serra, a...

15/08/2017

Mulheres de Embu fazem ato e dão grito de alerta contra os estupros

15/08/2017

TJ concede liminar suspendendo a cobrança da Taxa do Lixo em Embu

O Tribunal de Justiça de São Paulo acolheu no início da noite desta terça-feira (15), uma Ação...

10/08/2017

Prefeitura de Itapecerica da Serra realiza recapeamento asfáltico da Av. XV de N

A Secretaria de Obras da Prefeitura de Itapecerica da Serra está realizando o recapeamento...

22/08/2017

Prefeitura de Taboão conclui vistoria de táxis e vans do Transporte Escolar

A Secretaria Municipal de Transportes e Mobilidade Urbana (Setram) de Taboão da Serra, por meio...

22/08/2017

Restaurante Popular de Embu comemora 5 anos com jantar especial

A Secretaria de Desenvolvimento Social convida todos para a comemoração do 5º aniversário do...

22/08/2017

Procon de Itapecerica da Serra realiza ação fiscalizatória no comércio e agência

A unidade do Procon de Itapecerica da Serra realizou nesta sexta-feira, 18, uma ação de...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.