Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Saúde

Prorrogado até 10/9 o prazo da campanha contra poliomielite em Embu das Artes

Por Prefeitura da Estância Turística de Embu das Artes | 31/08/2015

vacina_1

Divulgação

Foi prorrogado, pela última vez, o prazo da campanha de vacinação contra a paralisia infantil (poliomielite). Os pais ou responsáveis têm até o dia 10 de setembro para levar as crianças de 6 meses a 5 anos incompletos, em qualquer unidade de saúde da cidade, de segunda a sexta, das 8 às 17h. Quem precisar, poderá atualizar a caderneta de vacinação. 

Também estarão disponíveis a tríplice viral (contra sarampo, rubéola e caxumba), e a pentavalente (contra difteria, tétano, coqueluche, influenza e hepatite B). O objetivo é manter a erradicação da poliomielite no país e controlar os casos de sarampo.  A meta da campanha é vacinar 95% das 17.409 crianças do município. Até o momento, 74% receberam a vacina. 

Carteira de vacinação online 

O Ministério da Saúde lançou um aplicativo gratuito que funciona como uma carteira de vacinação eletrônica: a partir da idade e do registro das imunizações já realizadas, o programa emite alertas sobre as próximas vacinações. Todas as vacinas oferecidas pelo SUS estão cadastradas e é possível registrar até 10 carteiras de vacinação diferentes. Quem quiser pode baixar o aplicativo, disponível para os sistemas Android, IOS, Windows, Blackbarry e Web Mobile. 

Sobre as doenças 

A poliomelite, ou paralisia infantil, é causada pelo poliovírus, que pode ser transmitido por meio do contato com fezes ou secreções expelidas pela boca. A paralisia dos membros inferiores acontece quando o vírus atinge o cérebro atacando os neurônios motores. Se o vírus chegar às células nervosas que controlam a musculatura envolvida no sistema respiratório e de deglutição, a doença pode ser fatal. A doença está erradicada do Brasil desde 1988. 

O sarampo é provocado pelo Morbili vírus, que pode ser transmitido por secreções produzidas nas vias respiratórias, eliminadas pela tosse e espirro. O principal sintoma da doença são  manchas avermelhadas pela pele, além de febre, tosse, conjuntivite, moleza, coriza, falta de apetite e manchas brancas na parte interna das bochechas.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.