Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vereadores de Taboão aprovam 8 projetos falam sobre inauguração da FECAF e CPI

Por Amanda Marques | 26/08/2015

IMG_6389

Sandra Pereira

A sessão da Câmara Municipal de Taboão da Serra, nesta terça-feira (25), foi  produtiva e agitada. Inauguração da FECAF, nova ameaça de CPI contra Aprígio, aprovação de 8 projetos de Lei, um deles  contra a violência doméstica foram os pontos mais importantes levantados. Todos os projetos discutidos foram aprovados por unanimidade de votos. O debate sobre a inauguração da universidade FECAF marcou o início e o fim dos trabalhos. Eduardo Nóbrega reclamou de não ter sido convidado e das declarações do empresário Joel Garcia à imprensa quando se colocou como articulador da paz entre o prefeito Fernando Fernandes e Aprígio. Eduardo Lopes, Marco Porta e Eduardo Nóbrega não pouparam o empresário em críticas. O presidente Cido chegou a dizer que não tem compromisso com Lelo ou a FECAF. Alguns dos vereadores, como Joice Silva e Ronaldo Onishi fizeram menção ao fato do empresário estar focado em trazer desenvolvimento e educação de qualidade. Joice disse ter orgulho de fazer parte da história do empresário no município e Onishi citou que é melhor construir pontes do que muros. 

Até o tempo de duração das sessões entrou em pauta, quando o vereador Eduardo Lopes introduziu discurso voltado à postura dos internautas nas redes sociais. Na última semana uma foto do vereador na sua cadeira causou polêmica na rede. Simultaneamente a fala dos vereadores se deu de modo contido durante a primeira parte da sessão. Eduardo Nóbrega esquentou a discussão, engrenando os debates ao falar sobre os cortes de programas sociais que o governo Dilma Rousseff efetuará durante o mandato. Nóbrega disse que Dilma mentiu para ganhar a eleição porque se tivesse dito a verdade, o ex-candidato do PSDB, Aécio Neves, teria ganhado a eleição. 

O auge do discurso do vereador Nóbrega foi principalmente, o corte do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, afirmando que a Caixa Econômica Federal não está fazendo o repasse para as obras, havendo mais de 400 famílias pagando aluguel ou morando nas ruas. “Por conta de uma irresponsabilidade da Presidente Dilma. Então a Caixa Econômica Federal que esta encobertando o ajuste que o governo está fazendo, tem que dar respostas a sociedade, o que eu estou pedindo aqui então, é que a CEF diga o porquê que não esta fazendo o repasse do dinheiro para o programa Minha Casa, Minha Vida”, desabafou. 

O vereador Moreira rebateu as críticas de Nóbrega defendendo seu partido e o governo Rousseff, afirmando que existem projetos petistas para a diminuição de ministérios. Ele aproveitou para emendar a questão da crise hídrica em São Paulo, afirmando que o governador Geraldo Alckimin, por sua vez também mentiu sobre o problema. “Mas o Alckimin sabia que não tinha água no Estado de São Paulo, ele sabia e mentiu para o povo”, comentou.

Érica Franquini destacou a necessidade de ampliação do horário de visita no atendimento da Maternidade de Taboão da Serra, ressaltando que a indicação deve entrar na próxima semana, e que por meio dessa mudança, a família irá acompanhar e participar de um momento muito importante. A vereadora sustentou sua ideia afirmando que muitas mães sofrem de depressão pós-parto e que precisam de apoio. 

Marcos Paulo durante a primeira parte da sessão prestou esclarecimentos sobre o que segundo ele, foi um ataque de ordem pessoal, afirmando que o vereador Moreira faltou com a verdade ao dizer que ele teria se mudado da periferia para morar em bairro nobre, sugerindo um distanciamento da comunidade que o elegeu. Paulinho foi incisivo em suas palavras e afirmou que sua mudança de seu por conta de um assalto. Esse episódio segundo ele traumatizou e balançou a estrutura de sua família. “Porque até ameaçada de ser abusada sexualmente ela foi por aqueles bandidos. Então quando o senhor veio até aqui e falou que eu sai de lá porque eu queria ficar longe do povo, o senhor faltou com a verdade”, descreveu. 

Os projetos de urgência foram votados em bloco. José Aparecido Alves, o Cido, dispôs sobre o projeto de lei que prevê a proibição de comercialização e fabricação de instrumentos de medição que contenham mercúrio. Carlinhos do Leme instituiu em seu projeto de lei direcionado a política municipal de educação ambiental na rede pública de ensino de Taboão, Luzia Aprígio apresentou o projeto de lei que determina a autorização do legislativo municipal para a criação da feira noturna. André Egídio dispôs do projeto que estabelece a notificação compulsória do uso de bebidas alcóolicas e entorpecentes por crianças e adolescentes em hospitais públicos e privados.

Marco Porta concedeu o título de cidadão taboanense ao Sr. Rolando Tucssen. Todos foram discutidos e aprovados por unanimidade de votos. 

André Egídio falou sobre a importância de seu projeto, destacando que o município deve ter a oportunidade de minimizar a questão do álcool e das drogas no contexto adolescente. Segundo ele, os casos devidamente notificados serão levados ao conselho tutelar municipal e ao Ministério Público do Estado de São Paulo para atuar na área da infância e juventude. O vereador ressaltou que se deve promover os cuidados sócios educacionais voltados para a proteção da criança e do adolescente, pois o projeto tem a intenção de ajudar o poder público de alguma forma na questão do uso de drogas.

Onishi apoiou o projeto dizendo na maioria das vezes a família não sabe que seus filhos usam substâncias ilícitas. Ele afirmou que a iniciativa irá contribuir principalmente para os pais conseguirem identificar que os jovens precisam de tratamento e de cuidados. “Aumentou e eu tenho a certeza, que de forma vertiginosa e esse indicador poderá dar ciência aos pais”, finalizou. O vereador Carlinhos do Leme levantou a questão da preservação do meio-ambiente e teve apoio mútuo de todos os representantes da casa. 

O clima voltou a esquentar quando a vereadora Luzia Aprígio disse não haver assinaturas para a CPI, que de acordo com ela, é infundada. Luzia usou tom provocativo e agradeceu ao final. Marco Porta imediatamente rebateu a vereadora afirmando que no momento certo haverá a CPI e que o objetivo não é fazer polêmica. Porta completou dizendo que a intenção é fiscalizar, mas sem trazer nomes.

No final da sessão os vereadores retornaram a discussão sobre a construção da FECAF. Ronaldo Onishi e Joice Silva mantiveram-se a favor da implantação da faculdade. Ressaltaram que é um investimento educacional rico para a cidade de Taboão da Serra. Ficou explícito que alguns vereadores  não aceitaram positivamente a fala do empresário Joel Garcia. Eles disseram que o empresário incitou a Câmara. Érica Franquini assim como Nóbrega, comentou que não foi convidada a participar da inauguração e afirmou ter ficado triste, no entanto, parabenizou Joel enfatizando o crescimento da cidade com a chegada da faculdade. 

Joice, por sua vez, defendeu com unhas e dentes a implantação da FECAF e disse que foi convidada enquanto amiga, ex-aluna da instituição e não unicamente por ser vereadora. Ela acrescentou que tem muito carinho por Joel. “Eu acho que uma pessoa que quer trazer paz, quer trazer desenvolvimento, quer trazer melhorias para a cidade, a gente precisa respeitar e colaborar para que essa harmonia chegue”. 

Joice destacou inclusive, que é preciso construir um caminho de paz e de humanidade, melhorando nossas concepções, e pensando em Taboão da Serra como um todo. “Deixa ele trabalhar, deixa ele continuar trazendo progressos para a cidade, deixa ele continuar ajudando a população taboanense ter a oportunidade de poder se formar em uma universidade”, disse. 

Antes dela Onishi afirmou ter entendido que o empresário se dispôs a construir pontes e não muros entre os agentes políticos. Ele citou que Lelo demostrou mais uma vez acreditar em Taboão da Serra e destacou a importância do investimento em educação de qualidade.

23/06/2017

Vereadores de Itapecerica pedem criação de 3º Companhia da PM

A segurança pública vem sendo tema frequente durante as sessões na Câmara Municipal de...

23/06/2017

Deputada Analice busca recurso para projeto Cultural

O prefeito Fernando Fernandes planeja colocar em funcionamento um Centro Cultural, que atenda...

23/06/2017

Analice busca solução para problema de transporte entre Embu e Itapecerica

Prefeitos e vereadores de Embu-Guaçu e de Itapecerica da Serra se uniram à deputada Analice...

23/06/2017

Alckmin participa de mutirão para migração de rádios AM para FM

O governador Geraldo Alckmin participou nesta sexta-feira, 23, junto ao ministro da Ciência,...

20/06/2017

Vereadores de Taboão da Serra aprovam LDO em 1ª votação em sessão movimentada

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram em primeira votação nesta terça-feira, 20, a Lei de...

19/06/2017

Comissão de Finanças da Câmara de Taboão discute LDO 2018

A Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara Municipal de Taboão da Serra realizou na...

18/06/2017

Câmara de Taboão realiza ato “Fora Temer e a favor das Diretas Já”

Na última quarta-feira (14), foi realizada na Câmara de Taboão da Serra, uma plenária a favor...

16/06/2017

Câmara de Taboão faz Campanha do Agasalho para doar ao Centro POP

O frio chegou com força nas últimas semanas e deve continuar intenso pelos próximos meses. Para...

13/06/2017

Taboão da Serra terá plenária pelas Diretas Já nesta quarta-feira 14

Na próxima quarta-feira (14), várias organizações sociais irão realizar na Câmara Municipal de...

13/06/2017

Municípios paulistas recebem R$ 443 milhões em repasses de ICMS

O governo do Estado de São Paulo deposita nesta terça-feira, 13/6, R$ 443,11 milhões em repasses...

23/06/2017

Vereadores de Itapecerica pedem criação de 3º Companhia da PM

A segurança pública vem sendo tema frequente durante as sessões na Câmara Municipal de...

23/06/2017

Inverno chegou, vai fazer frio, mas temperaturas estarão na média

E o frio chegou, o inverno começou as 01h24 desta quarta-feira (21), para quem gosta de frio já...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.