Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vereadores de Taboão aprovam 8 projetos falam sobre inauguração da FECAF e CPI

Por Amanda Marques | 26/08/2015

IMG_6389

Sandra Pereira

A sessão da Câmara Municipal de Taboão da Serra, nesta terça-feira (25), foi  produtiva e agitada. Inauguração da FECAF, nova ameaça de CPI contra Aprígio, aprovação de 8 projetos de Lei, um deles  contra a violência doméstica foram os pontos mais importantes levantados. Todos os projetos discutidos foram aprovados por unanimidade de votos. O debate sobre a inauguração da universidade FECAF marcou o início e o fim dos trabalhos. Eduardo Nóbrega reclamou de não ter sido convidado e das declarações do empresário Joel Garcia à imprensa quando se colocou como articulador da paz entre o prefeito Fernando Fernandes e Aprígio. Eduardo Lopes, Marco Porta e Eduardo Nóbrega não pouparam o empresário em críticas. O presidente Cido chegou a dizer que não tem compromisso com Lelo ou a FECAF. Alguns dos vereadores, como Joice Silva e Ronaldo Onishi fizeram menção ao fato do empresário estar focado em trazer desenvolvimento e educação de qualidade. Joice disse ter orgulho de fazer parte da história do empresário no município e Onishi citou que é melhor construir pontes do que muros. 

Até o tempo de duração das sessões entrou em pauta, quando o vereador Eduardo Lopes introduziu discurso voltado à postura dos internautas nas redes sociais. Na última semana uma foto do vereador na sua cadeira causou polêmica na rede. Simultaneamente a fala dos vereadores se deu de modo contido durante a primeira parte da sessão. Eduardo Nóbrega esquentou a discussão, engrenando os debates ao falar sobre os cortes de programas sociais que o governo Dilma Rousseff efetuará durante o mandato. Nóbrega disse que Dilma mentiu para ganhar a eleição porque se tivesse dito a verdade, o ex-candidato do PSDB, Aécio Neves, teria ganhado a eleição. 

O auge do discurso do vereador Nóbrega foi principalmente, o corte do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, afirmando que a Caixa Econômica Federal não está fazendo o repasse para as obras, havendo mais de 400 famílias pagando aluguel ou morando nas ruas. “Por conta de uma irresponsabilidade da Presidente Dilma. Então a Caixa Econômica Federal que esta encobertando o ajuste que o governo está fazendo, tem que dar respostas a sociedade, o que eu estou pedindo aqui então, é que a CEF diga o porquê que não esta fazendo o repasse do dinheiro para o programa Minha Casa, Minha Vida”, desabafou. 

O vereador Moreira rebateu as críticas de Nóbrega defendendo seu partido e o governo Rousseff, afirmando que existem projetos petistas para a diminuição de ministérios. Ele aproveitou para emendar a questão da crise hídrica em São Paulo, afirmando que o governador Geraldo Alckimin, por sua vez também mentiu sobre o problema. “Mas o Alckimin sabia que não tinha água no Estado de São Paulo, ele sabia e mentiu para o povo”, comentou.

Érica Franquini destacou a necessidade de ampliação do horário de visita no atendimento da Maternidade de Taboão da Serra, ressaltando que a indicação deve entrar na próxima semana, e que por meio dessa mudança, a família irá acompanhar e participar de um momento muito importante. A vereadora sustentou sua ideia afirmando que muitas mães sofrem de depressão pós-parto e que precisam de apoio. 

Marcos Paulo durante a primeira parte da sessão prestou esclarecimentos sobre o que segundo ele, foi um ataque de ordem pessoal, afirmando que o vereador Moreira faltou com a verdade ao dizer que ele teria se mudado da periferia para morar em bairro nobre, sugerindo um distanciamento da comunidade que o elegeu. Paulinho foi incisivo em suas palavras e afirmou que sua mudança de seu por conta de um assalto. Esse episódio segundo ele traumatizou e balançou a estrutura de sua família. “Porque até ameaçada de ser abusada sexualmente ela foi por aqueles bandidos. Então quando o senhor veio até aqui e falou que eu sai de lá porque eu queria ficar longe do povo, o senhor faltou com a verdade”, descreveu. 

Os projetos de urgência foram votados em bloco. José Aparecido Alves, o Cido, dispôs sobre o projeto de lei que prevê a proibição de comercialização e fabricação de instrumentos de medição que contenham mercúrio. Carlinhos do Leme instituiu em seu projeto de lei direcionado a política municipal de educação ambiental na rede pública de ensino de Taboão, Luzia Aprígio apresentou o projeto de lei que determina a autorização do legislativo municipal para a criação da feira noturna. André Egídio dispôs do projeto que estabelece a notificação compulsória do uso de bebidas alcóolicas e entorpecentes por crianças e adolescentes em hospitais públicos e privados.

Marco Porta concedeu o título de cidadão taboanense ao Sr. Rolando Tucssen. Todos foram discutidos e aprovados por unanimidade de votos. 

André Egídio falou sobre a importância de seu projeto, destacando que o município deve ter a oportunidade de minimizar a questão do álcool e das drogas no contexto adolescente. Segundo ele, os casos devidamente notificados serão levados ao conselho tutelar municipal e ao Ministério Público do Estado de São Paulo para atuar na área da infância e juventude. O vereador ressaltou que se deve promover os cuidados sócios educacionais voltados para a proteção da criança e do adolescente, pois o projeto tem a intenção de ajudar o poder público de alguma forma na questão do uso de drogas.

Onishi apoiou o projeto dizendo na maioria das vezes a família não sabe que seus filhos usam substâncias ilícitas. Ele afirmou que a iniciativa irá contribuir principalmente para os pais conseguirem identificar que os jovens precisam de tratamento e de cuidados. “Aumentou e eu tenho a certeza, que de forma vertiginosa e esse indicador poderá dar ciência aos pais”, finalizou. O vereador Carlinhos do Leme levantou a questão da preservação do meio-ambiente e teve apoio mútuo de todos os representantes da casa. 

O clima voltou a esquentar quando a vereadora Luzia Aprígio disse não haver assinaturas para a CPI, que de acordo com ela, é infundada. Luzia usou tom provocativo e agradeceu ao final. Marco Porta imediatamente rebateu a vereadora afirmando que no momento certo haverá a CPI e que o objetivo não é fazer polêmica. Porta completou dizendo que a intenção é fiscalizar, mas sem trazer nomes.

No final da sessão os vereadores retornaram a discussão sobre a construção da FECAF. Ronaldo Onishi e Joice Silva mantiveram-se a favor da implantação da faculdade. Ressaltaram que é um investimento educacional rico para a cidade de Taboão da Serra. Ficou explícito que alguns vereadores  não aceitaram positivamente a fala do empresário Joel Garcia. Eles disseram que o empresário incitou a Câmara. Érica Franquini assim como Nóbrega, comentou que não foi convidada a participar da inauguração e afirmou ter ficado triste, no entanto, parabenizou Joel enfatizando o crescimento da cidade com a chegada da faculdade. 

Joice, por sua vez, defendeu com unhas e dentes a implantação da FECAF e disse que foi convidada enquanto amiga, ex-aluna da instituição e não unicamente por ser vereadora. Ela acrescentou que tem muito carinho por Joel. “Eu acho que uma pessoa que quer trazer paz, quer trazer desenvolvimento, quer trazer melhorias para a cidade, a gente precisa respeitar e colaborar para que essa harmonia chegue”. 

Joice destacou inclusive, que é preciso construir um caminho de paz e de humanidade, melhorando nossas concepções, e pensando em Taboão da Serra como um todo. “Deixa ele trabalhar, deixa ele continuar trazendo progressos para a cidade, deixa ele continuar ajudando a população taboanense ter a oportunidade de poder se formar em uma universidade”, disse. 

Antes dela Onishi afirmou ter entendido que o empresário se dispôs a construir pontes e não muros entre os agentes políticos. Ele citou que Lelo demostrou mais uma vez acreditar em Taboão da Serra e destacou a importância do investimento em educação de qualidade.

18/10/2017

Taboão teve sessão histórica para as mulheres e com aprovação de leis

O grito silencioso das mulheres vítimas de violência ecoou com força e fez da sessão desta...

17/10/2017

Reforma eleitoral abre espaço para propaganda paga em sites

A reforma eleitoral, aprovada no Congresso Nacional e sancionada recentemente pelo presidente...

15/10/2017

Ney Santos fará reforma no governo de Embu, João Ramos deixará prefeitura

O prefeito de Embu das Artes, Ney Santos (PRB) vai anunciar nos próximos dias uma reforma...

13/10/2017

Câmara Municipal aprova reajuste de abono para servidores

Os vereadores de Taboão da Serra aprovaram na última terça-feira, dia 10, por unanimidade, um...

11/10/2017

Convenção realizada no domingo elegeu novo diretório do PSDB de Itapecerica

O diretório municipal do PSDB de Itapecerica da Serra realizou, no último domingo (8 de...

11/10/2017

STF deve decidir hoje se Congresso pode rever medidas contra parlamentares

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve decidir hoje (11) se parlamentares podem ser afastados do...

11/10/2017

Analice intercede por liberação de recursos para Embu das Artes

O prefeito de Embu das Artes, Ney Santos e a deputada estadual Analice Fernandes participaram de...

10/10/2017

Ney Santos lança Cartão Cidadão prometendo economia de recursos públicos

Anunciado como a maior ferramenta de gestão tecnológica de dados de toda a região, o Cartão...

10/10/2017

Parecer do relator de denúncia contra Temer deve ser lido nesta terça

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.