Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Cassação do deputado estadual Geraldo Cruz marca a sessão de Embu das Artes

Por Direto da Redação do Jornal na Net | 20/08/2015

sessao_embu_1

Adriana MonteiroSessão ordinária aconteceu nesta quarta-feira, dia 19, em Embu das Artes 

O deputado estadual Geraldo Cruz, teve seu diploma cassado no final da tarde da terça-feira, dia 18, pelos juízes do TRE-SP, por uso indevido de meios de comunicação social. Geraldo que já foi prefeito de Embu das Artes, foi lembrado na sessão ordinária desta quarta-feira, dia 19. Também foram aprovadas indicações e moções de pesar.  

A vereadora Rosana Almeida relembrou que há alguns anos atras o grupo politico sofreu principalmente com o julgamento e apontamentos da Rede Globo. "Nos já somos isso na pele principalmente da Globo, e ontem tivemos a situação do deputado estadual Geraldo Cruz, que também teve seu mandato comprometido e também esteve na mídia novamente. E eu digo que todo mundo tem seu direito de defesa, mas isso sempre acontece com agente hoje estamos desse lado e amanhã do outro. Muitas vezes quem bate esquece mas quem apanha não esquece jamais, eu espero que ele consiga reverter essa situação", disse.  

Brevemente o vereador Ney Santos comentou o caso. "Eu também já passei por isso e a gente sabe que a Justiça está aí justamente para esclarecer os fatos. Eu particularmente não desejo para o pior inimigo, essa situação constrangedora, principalmente quando é escrachado na televisão, como está sendo o caso do deputado Geraldo Cruz mas que seja feita a Justiça", falou. 

O vereador Luiz do Depósito emendou a fala da vereadora Rosana Almeida e relembrou também o caso de anos anteriores e comparou ao caso do deputado. "É uma situação complicada porque, as vezes a politica na cabeça de alguns políticos para subir tem que ser nas costas do outro politico, então digo sempre para os pré candidatos que não deve mirar no outro que é ruim. Há muitos anos atras aconteceu esse incidente triste, que muitas famílias ficaram magoadas com a situação que era rotineira. E é a mesma situação hoje do deputado Geraldo Cruz, que foi um bom administrador mas hoje está pagando o preço. Sabemos que a propaganda é a alma do politico mas tem que entender que a legislação não autoriza", declarou.   

Em contrapartida, o vereador Julio Campanha alfinetou os vereadores do Partido dos Trabalhadores. "O senhor comentou com relação a partidos, partido A e partido B, que tem que defender ou não. Eu não posso defender porque é do meu partido. Eu acho que aqui se faz, aqui se paga. A Justiça tarda mas não falha. Mas temos que ver que tem algo de bom, se acontecer algo com o Geraldo e ele perder o mandato, acredito que o nosso vereador João Leite assume a cadeira de deputado também e continua conduzir os trabalhos", disse. 

Comentando a afirmação do vereador Julio Campanha, Doda Pinheiro falou com relação aos deputados estaduais. "O nosso prefeito de São Paulo, Fernando Haddad recentemente nomeou como secretário, o deputado estadual José Américo então não precisa, como o nobre vereador Julio disse para que o João Leite tenha o seu mandato, o Geraldo precisa perder. Não, é somente o Haddad nomear mais um deputado e assim acho que o João entra como suplente. E assim quem vai ganhar com isso é a nossa cidade que terá dois deputados estaduais na Assembleia de São Paulo", disse Doda Pinheiro.  

Em resposta, o vereador Gilson de Oliveira declarou de forma breve que quem erra deve pagar. "Uma coisa que eu não tenho é papa na língua, quem errou tem que pagar. O Julio falou que a Justiça tarda mas não falha mas eu gosto da Justiça de Deus ela não tarda e nem falha, faz as coisas na hora certa", falou.  

Já o vereador Doda Pinheiro defendeu o deputado Geraldo Cruz e analisou como o cúmulo do absurdo a cassação. "A maior grandeza de um homem não é aquilo que ele tem mas sim aquilo que ele é. Quando você comete algum erro, você precisa ter a sabedoria e a humildade de reconhecer o seu erro e fazer uma nova caminhada. Mas eu quero dizer que o Tribunal Regional Eleitoral cassar o mandato do deputado estadual, Geraldo Cruz por uma propaganda no veiculo de comunicação, que foi a Folha de Embu, no ano de 2014, ao meu ver é um absurdo porque o que infelizmente vemos na politica hoje são pessoas levando o dinheiro do povo, desviando recurso publico da saúde e educação e devem para Justiça muito e o Geraldo teve a cassação do seu mandato por fato de ter colocado a prestação de contas do seu mandato na Folha de Embu, o problema é que o TRE entendeu que isso aconteceu no ano eleitoral e julgou que ele estava se beneficiando do veiculo de comunicação", declarou.  

O vereador Edvânio Mendes finalizou lendo a nota de esclarecimento postada pelo deputado Geraldo Cruz. "Essa nota ele coloca que não tem toda essa questão que estão polemizando aqui. O Geraldo tem quase 30 anos inabaláveis de vida pública trabalhando com seriedade, procurando fazer o máximo como deputado. O Geraldo como prefeito dessa cidade fez o dever de casa por dois mandatos. Essa nota esclarece ao povo que não tem nenhuma denúncia de corrupção, pelo contrário simplesmente uma questão de matéria colocada no jornal, e aí houve um erro da sua assessoria", encerrou. 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.