Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Comércio ambulante cresce em Taboão como alternativa para enfrentar crise

Por Amanda Marques | 4/08/2015

comercio

Amanda MarquesComerciantes ambulantes estão espalhados em todo município 

O comércio ambulante na cidade de Taboão da Serra, especialmente nos últimos anos, cresceu tão fortemente que, em pontos como a Avenida Kizaemon Takeuti e o centro do Taboão, as barracas compõe boa parte do mercado de vendas informal. A corrente crise financeira está ajudando a aumentar o comércio ambulante na cidade. Nos mais diversos locais o número de ambulantes aumenta a olhos vistos e numa velocidade quase diária. Nas últimas semanas uma barraca foi instalada na calçada de pedestres em frente ao Shopping Taboão da Serra, próximo ao ponto de ônibus.

Nas barracas ou em carrinhos ambulantes, vende-se de tudo um pouco e na maioria das vezes, procuram atender seguimentos como a alimentação, produtos eletrônicos e acessórios. 

Segundo relato dos próprios vendedores, que comercializam atualmente no centro do Taboão, essa demanda se desenvolveu principalmente pela crise que afeta o setor industrial em nosso país. Isso ocorre devido à queda no ritmo de crescimento da população, conforme pesquisa do DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). 

O vendedor Hélio da Silva, 47, trabalhou como segurança durante boa parte de sua vida e após ser demitido, optou pelo comércio de rua. Há dez anos, ele vende óculos de sol e chapéus próximo ao hipermercado Extra e diz que, financeiramente o retorno esperado não é bom.

Observamos de fato, que grande parte dos vendedores ambulantes não possui formação acadêmica e não tem instrução adequada para atuar em um mercado de trabalho competitivo e cada vez mais exigente. 

A realidade de Hélio, não é diferente de outros muitos que estão trabalhando de forma informal e autônoma, o ambulante Antônio de Miranda Souza, 54, afirma que atuou no ramo de mecânica de precisão ao longo de sua carreira, entretanto, a demissão ocasionada pela crise foi inevitável e segundo ele, houve a necessidade de recomeçar. 

Atualmente, Antônio diz que com o trabalho formal ele teria a segurança de receber um valor mensal garantido, mas não deseja voltar em hipótese nenhuma, pois sabe que enfrentaria dificuldades e correria riscos, não somente pelo desemprego caótico, mas pela falta de capacitação.

De acordo com o DIEESE em abril deste ano, a taxa de desemprego em toda a cidade de São Paulo era de 12,4% com mais de 1 milhão e 300 mil pessoas desempregadas, o que possibilita a tendência desse mercado multiplicar. 

Romário Araújo Freitas tem 29 anos e trabalha há cinco vendendo carregadores de celular próximo à Igreja Santa Terezinha. Cursou parte do ensino médio, mas não conseguiu concluir. Decidiu trabalhar nas ruas por não encontrar um emprego formal e percebeu que com a crise, ele teria que continuar como ambulante. 

E quanto às licenças? 

A Câmara Municipal de Taboão da Serra prevê que segundo a lei ordinária 1921/2009, todas as atividades comerciais e prestação de serviços realizados nas vias públicas, dependem de prévia licença de municipalidade. 

Os vendedores ambulantes entrevistados, afirmam que possuem as licenças e todas as barracas e carrinhos, em especial na região do centro do Taboão, são previamente licenciados. Para iniciar as vendas eles precisam da documentação, caso contrário, correm o risco da polícia local apreender a mercadoria. 

Imediatamente após a Prefeitura conceder a licença, é emitida uma numeração para identificar o microempreendedor, o código é utilizado como CNPJ e através dele, o vendedor pode pagar o INSS e garantir o direito da aposentadoria.

22/06/2018

Familiares buscam por mulher que está desaparecida há 5 dias em Embu das Artes

Familiares de Pamela Mendonça de Oliveira 31, estão desesperados com o desaparecimento da mulher...

21/06/2018

Corpo aguarda identificação no IML para não ser sepultado como indigente

O corpo de um homem que foi assassinado na última sexta-feira (15) em Juquitiba está sem...

18/06/2018

Itapecerica é apontada como o 2º município mais violento do estado de São Paulo

A cidade de Itapecerica da Serra foi apontada como o segundo município mais violento do estado...

15/06/2018

Petrobras anuncia queda no preço da gasolina nas refinarias

A Petrobras anunciou hoje (15) uma queda de 0,89% no preço da gasolina comercializada em suas...

15/06/2018

Etanol está quase mais caro, mesmo com produção maior

 

 

Alternativa mais barata à gasolina, o etanol também está pesando mais no bolso na hora de...

13/06/2018

Greve dos caminhoneiros custará R$ 15 bilhões para a economia

Os dez dias de greve dos caminhoneiros custarão R$ 15 bilhões para a economia, o equivalente a...

05/06/2018

Homicídios atingem 62,5 mil casos e têm maior nível em 10 anos no país

O índice de homicídios no Brasil em 2016 atingiu a marca de 30,3 para cada 100 mil habitantes,...

24/05/2018

Procon de Itapecerica multou posto acusado de vender combustíveis com preços abu

O Procon de Itapecerica da Serra multou o posto de gasolina que estava vendendo gasolina a R$...

24/06/2018

ROMU prende homem acusado de tráfico de entorpecente no Jardim Salete em Taboão

Um homem foi preso na manhã deste domingo 24, acusado de tráfico de drogas no Jardim Salete em...

23/06/2018

GCM de Taboão morre em acidente de motocicleta na BR próximo a Embu

GCM Fidelis de Taboão da Serra morreu na noite desta sexta-feira 22, vítima de um acidente de...

23/06/2018

Vereador André Egydio convida população para coleta de doação de sangue

Na próxima segunda-feira, 25/06, das 9h às 16h, o vereador André Egydio (PSDB) faz um convite...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.