Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Taxa de desemprego sobe em junho e registra a maior alta desde 2010, segundo o IBGE

Por Direto da Redação do Jornal na Net | 24/07/2015

taxa

Divulgação - GoogleDesempregados sentem dificuldade para obter uma recolocação no mercado de trabalho 

O país enfrenta momentos difíceis quando se trata das questões financeiras, o Brasil está em crise e muitas medidas são tomadas para reduzir gastos e poupar para o futuro. Nas casas, cortes na lista do supermercado e mudanças de hábitos foram adotados, e nas empresas essa realidade não é diferente. Os cortes de funcionários e a baixa de contratação são pontos preocupantes para que quem está parado há mais de 6 meses.  

De acordo com a taxa de desemprego recentemente divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em junho o desemprego seguiu em alta e chegou a a 6,9%, sendo considerado o maior índice para o mês desde 2010, ano no qual o índice atingiu 7%. Os dados atualizados e divulgados na quinta-feira, dia 23, mostram um crescimento na comparação de maio, que registrou 6,7%.  

Para os trabalhadores que estão parados há mais de seis meses a situação ficou cada vez mais difícil de conseguir uma recolocação no mercado de trabalho. "A organização de momento é que se gaste apenas o necessário, sem mais. Estou 6 meses desempregada, ou seja, já existe aí uma boa redução nos custos. Sim deixamos de sair mais, dando prioridade a pagar as contas, que não pedem para chegar", disse Aurea dos Santos Oliveira, moradora de Embu das Artes.  

Praticamente todos os setores de trabalho estão demitindo e cada vez mais um funcionário possui atribuições de três. Quem esta em busca de emprego sente dificuldade tanto na área de atuação como em serviços extras como bicos. Muitas pessoas optaram por tornar o hobby, uma atividade extra para gerar renda adicional para o orçamento familiar mensal.  

"Estou desempregada há mais de quatro meses e antes de sair do emprego, eu já estava procurando uma nova oportunidade de trabalho, enviando currículo e tive poucos retornos, mesmo fazendo faculdade e com experiencia, não estava muito fácil", disse Carolina Santanta da Paixão, estudante do 2º semestre de administração e moradora de Embu das Artes. 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.