Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Mais de 450 atletas participaram dos Jogos Cooperativos da Melhor Idade em Embu

Por Prefeitura da Estância Turística de Embu das Artes | 19/07/2015

jogos

Everaldo Silva / Guego

Vôlei e basquete adaptados, bocha, oficinas artesanais e jogos de mesa. Durante os três dias de duração da 11ª edição dos Jogos Cooperativos, realizado pelo Centro de Convivência do Idoso (CCI), através da Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Qualificação Profissional, os idosos deram um show a parte com muita animação e espírito esportivo. 

No dia seguinte após a festa da abertura e  apresentação das coreografias, as cidades iniciaram os torneios. Os jogos de mesa (dominó e truco), exigiram concentração nas jogadas e uma dose de sorte. As rodadas foram muito acirradas e só acabaram ao meio dia. Na bocha,  esporte criado na época do Império Romano, as mulheres marcaram presença e levaram a melhor ganhando várias partidas. O vôlei e o basquete adaptados também foram disputados ponto a ponto em todos os jogos. Em todas as modalidades, as equipes foram montadas com participantes de diversas cidades para despertar o sentido de cooperação. 

A oficina artesanal  também teve muitos participantes. Voltada para quem já estava praticando outra modalidade mas, principalmente, para os que vieram para prestigiar sem competir, a oficina trouxe decupagem em garrafas de vidro. Cada um levou de lembrança suas garrafinhas decoradas e houve ainda sorteio de peças de artesanato entre os presentes.

Bailando no encerramento 

O baile de encerramento dos Jogos Cooperativos já está se tornando tradição. Os idosos fecharam, dia 16/7,  o campeonato com mais um animado encontro com música e muita animação. Aproximadamente 350  atletas de Cajamar, Embu Guaçu, Carapicuíba, Francisco Morato, Itapevi, Jarinu, São Lourenço da Serra, Vargem Grande Paulista e  Embu das Artes foram recebidos no Parque Francisco Rizzo para a festa de despedida. 

Animados pelo tecladista Zito Baia, a melhor idade não parou um minuto ao som de sucessos sertanejos e populares. Cada cidade recebeu um troféu pela participação. Mais de 100 servidores trabalharam durante os três dias dos jogos.

“Foi tudo incrível, as coreografias estão cada vez mais elaboradas, a cada ano vemos mais evolução, e todos com muito foco e energia. Todos disseram que estarão de novo conosco no ano que vem”, disse a coordenadora do CCI, Rosemari Lopes. 

Maria Aparecida Oliveira, 63, mora no Jd. independência e se disse muito animada com os jogos: “Gostei muito de participar assistindo e incentivando minha cidade. Infelizmente esse ano estou com um problema no joelho, mas vim para dar força. Foi inesquecível”, contou.

Sem parar de dançar, o senhor Domingos Rodrigues, 73, morador de Cajamar, disse à reportagem que tudo estava bom demais: “Isso aqui é o paraíso! Está muito bom mesmo, a organização está de parabéns”. 

Moradora de Embu-Guaçu há mais de 50 anos, Celina Augusta da Paixão, 67, também era só animação: “Venho todos os anos. Danço, jogo vôlei, isso sim, é terapia”, falou.
“Moro em Francisco Morato e é a primeira vez que venho para os jogos e estou adorando tudo. Fomos muito bem recebidos no alojamento, está tudo muito bom”, falou Francisca Maria, 70.

Augenir Valéria Duarte, 67, mora em Cajamar e falou da ansiedade que sente sempre que a data dos jogos se aproximam: “Venho todos os anos e não vejo a hora de chegar aqui. Encontro amigos de outras cidades, me divirto muito. Ano que vem, estou aqui de novo, se Deus quiser”. 

Emília Rosa, 60, é de Francisco Morato e estava encantada com a estrutura do campeonato: “Foi maravilhoso, o atendimento de vocês foi nota 1000, adorei! Ano que vem estou aqui de novo”.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.