Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vereadores de Itapecerica votam pelo veto do PL que assegura o direito do deficiente no transporte

Por Gabrielly Sousa | 2/07/2015

camara_2

Arquivo Jornal na Net

A última sessão do primeiro semestre de 2015 antes do recesso aconteceu na terça-feira, dia 30. Em votação pela manutenção e rejeição do veto do Projeto de Lei 1.130/15 feito pelo Vereador Sangue Bom, os vereadores votaram a favor da permanência do veto. O projeto daria direito ao deficiente e acompanhante ao serviço gratuito do transporte público. A morte do morador de rua, Daniel, foi lamentada pelos vereadores que pediram um minuto de silêncio em razão do falecimento. A Moção de Apelo pela permanência do capitão da Polícia Militar, Edgar Aicart, no município foi aprovada e será enviada ao governo do estado.

O Projeto de Lei 1.130/15 de autoria do vereador Sangue Bom, que assegura o direito do deficiente e acompanhante ao transporte público gratuito, sofreu o veto total por parte do prefeito Chuvisco. Em votação em cédulas na urna, a maioria dos vereadores decidiram manter o veto, sendo 7 votos a favor da manutenção do veto e 4 contra a rejeição. No parecer citado, dois vícios foram apresentados, o primeiro pela falta de indicação e recursos disponíveis, o segundo dizia que o projeto não foi renomado pelo chefe executivo municipal. Outro projeto que sofreu veto do prefeito foi o de 1.137/15, de iniciativa do vereador Ramon Corsini, que dispõe sobre denominação de logradouro público. Em votação única também em cédulas, a maioria dos vereadores votou pela rejeição do veto, com apenas 1 voto a favor da manutenção.

O projeto 1.621/15, apresentado pelo prefeito municipal, o qual altera o artigo primeiro da lei 1.963/8, e o 1.624/15, que altera o artigo segundo da lei 734/93 para aumentar o mandato dos membros do Conselho Tutelar de 3 para 4 anos, ambos foram aprovados. Outros projetos de Lei sob a autoria do prefeito também tiveram a aprovação em votação.

A Moção de Apelo 34/2015 foi aprovada, que deve ser apresentada ao governador Geraldo Alckmin e ao Secretário de Segurança Pública para se sensibilizarem e autorizarem a permanência do comandante da 1º Cia da PM do 25º Batalhão no Município, o capitão Edgar Aicart Zulo.

O vereador Hércules da Farmácia fez o uso da palavra e falou sobre o requerimento 137/15, que se trata da obra que se encontra parada de uma rede de esgoto no Jardim Eliza. Além disso, o vereador citou vários outros requerimentos para serem feitas a limpeza e a iluminação pública nos bairros.

Sangue Bom cobrou novamente a administração em relação aos moradores de ruas do Largo da Matriz da Igreja N.S. dos Prazeres. O vereador solicita através do requerimento feito, uma atenção maior aos desabrigados. Comentou o fato do corpo do morador de rua, Daniel, ter ficado aproximadamente de 5 horas sem ser analisado e retirado do local. O vereador Cícero Costa lamentou a morte do morador de rua, Daniel, que morreu de pneumonia. Segundo o vereador, Daniel era muito conhecido entre os munícipes e os vereadores. Os vereadores Antônio Trolesi, Profº Ernandes, Gerson Lazarin e o presidente Alex Pires, também fizeram o uso da palavra.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.