Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vereadores rejeitam contas de Evilásio, aprovam LDO e mudam horário de sessão em Taboão

Por Sandra Pereira | 1/07/2015

sessao

Cynthia Gonçalves

Numa sessão que se estendeu até a madrugada desta quarta-feira, 1º de julho, a Câmara Municipal de Taboão da Serra rejeitou as contas de 2011 do ex-prefeito Evilásio Farias por 10 votos contra 3, aprovou em segunda votação a Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2016, permitiu a realização do concurso público para o preenchimento de vagas na administração da Casa, aprovou mudança no horário das sessões para terça-feira, a partir das 10 horas e projeto determinando o recolhimento de animais domésticos mortos no município.

A ampla pauta esquentou os debates políticos e estendeu a sessão até a madrugada. A partir do próximo semestre as sessões da câmara vão se realizar nas terças-feiras de manhã, a partir das 10 horas.

Como já era dado como certo as contas do exercício de 2011 do Evilásio Farias foram rejeitadas. O ex-prefeito não enviou representante para fazer defesa no processo e os vereadores seguiram parecer da Comissão de Finanças da Câmara, que observou a indicação do Tribunal de Contas do Estado e se posicionou pela rejeição.

O presidente da Câmara, José Aparecido Alves, o Cido, disse que o ex-prefeito foi notificado a apresentar defesa e não o fez. No plenário um assessor próximo de Farias repetia que ele já esperava a rejeição e dizia que ele vai disputar a prefeitura de Taboão em 2016.

Coube ao vereador Professor Moreira a amarga missão de defender Evilásio Farias. O PT ocupava a vice-prefeitura na gestão de Evilásio e Moreira usou esse argumento para justificar a defesa. “O governo passado preparou as bases para que o atual pudesse trabalhar. Se a gente pegar como exemplo a arena multiuso vai ver que o projeto foi preparado por Evilásio. A decisão do TC de rejeitar as contas do ex-prefeito foi mais política do que técnica”, opinou Moreira, sem deixar transparecer as divergências políticas que costumava travar com Evilásio.

“Só tenho que falar bem do antigo prefeito. Ele era humano. Atendia as pessoas como deve. Voto a favor de todas as contas dele que vier”, antecipou.

O tema mais polêmico da noite foi a mudança de horário da sessão. A bancada da oposição se posicionou contrária a medida com o argumento de que as sessões no período da noite permitem maior participação popular. Moreira criticou o atraso constante no início das sessões. Disse que ao invés de mudar o horário seria correto cumprir o horário regimental dos trabalhos. 

Não é segredo pra ninguém que as sessões de Taboão da Serra são as mais longas de toda a região. Os debates quase constantes costumam seguir noite e madrugada  adentro. Mas, nos últimos tempos até mesmo os vereadores costumam reclamar da prática de estender as sessões até a madrugada.

A bancada da situação saiu em defesa da mudança de horário sob a alegação de que o parlamento pode atrair a participação de estudantes, munícipes em geral e aumentar os acessos a sessão online. 

“Me lembro de matérias criticando os vereadores pelas votações na madrugada. Isso dá um ar ruim ao parlamento”, afirmou Marcos Paulo, o Paulinho. “Tenho certeza de que quando houver projetos de interesse da população a Casa vai estar lotada. Nesse momento a mudança de horário é positiva. Se no futuro isso mudar devemos ter a grandeza de retomar o horário antigo”, emendou Ronaldo Onishi.“Esse projeto tramita desde 2013 quando as vereadoras dessa Casa haviam pedido a mudança por questões de segurança”, completou Marco Porta, que recentemente foi vítima de sequestro após a sessão.


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.