Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Variedades

Jovens em Embu das Artes discutem violência contra idosos

Por Prefeitura da Estância Turística de Embu das Artes | 22/06/2015

crj

Everaldo Silva/PMETEA

A Roda de Conversa “Enfrentamento da Violência contra o Idoso” aconteceu na terça-feira (16/6) com os jovens do Centro de Referência da Juventude (CRJ), com mediação de Lúcia Gussom (coordenadora) e Lídia Oliveira (assistente social), ambas do Centro de Referência do Idoso - CRI, da Secretaria de Assistência Social.

Com a finalidade de discutir as relações entre as gerações, o encontro explanou sobre o trabalho do CRI na cidade, que atende, orienta e cuida dos idosos que sofrem violência.”Ao contrário dos jovens, que na maioria das vezes são vítimas nas ruas, a agressão aos mais velhos ocorre dentro de casa”, afirmou Lúcia.

No decorrer do bate-papo, o público e as palestrantes levantaram os pontos positivos e negativos existentes na convivência entre jovens e idosos. Entre os positivos, destacaram a experiência, paciência, culinária, carinho, conselhos e respeito. Entre os negativos, o público apontou a intolerância, o drama, o autoritarismo, a chantagem emocional, as reclamações, a impaciência e a dependência de cuidados.

“Os jovens não conseguem se comunicar com os idosos, que possuem valores e costumes diferentes e acabam entrando em conflito com o comportamento das gerações mais novas”, disse Lídia.

Para Lúcia e Lídia, o diálogo é a maneira mais eficiente de melhorar essa convivência. “Tem que saber explicar, conversar, ouvir, ter paciência e até colaborar com as tarefas de casa”.

Outra reflexão estimulada pelas assistentes sociais é a dos jovens se  perguntarem como eles gostariam de serem tratados quando a velhice chegar. Amor, carinho e respeito foram algumas das expectativas deles.

Em situações de conflito, o CRI busca fortalecer o vínculo familiar e, em último caso, encaminha o caso de violência à Justiça. “Pensamos, antes de mais nada, em prevenir o impulso da agressão a pessoas mais velhas”.

No ano passado, esse mesmo trabalho foi desenvolvido em Unidades Básicas de Saúde do município, onde, posteriormente, pode-se observar o aumento do número de denúncias sobre casos de violência contra idosos.

O Censo 2010 registrou, aproximadamente, 240 mil habitantes em Embu das Artes. Desse total, 6,86% são idosos, com cerca de 9 mil mulheres e 7 mil homens com mais de 60 anos de idade.

No Brasil, a expectativa de vida atualmente é de 78 anos (mulher) e 71 (homem).      

Jovens e idosos na balada

Luiz Fernando Virgilio dos Santos, o Billy Breezy, 22 anos, b-boy (dançarino de break), disse que a experiência da Roda de Conversa trouxe conhecimento para que os jovens despertem para o respeito aos mais velhos.

“A gente sabe que em alguns momentos há barreiras entre nós, na linguagem e na comunicação, mas eu penso que se não fosse por eles, a gente nem existiria”, declarou Billy. “Gosto de andar com o pessoal mais velho, queria ver idosos em nossos eventos de hip hop”.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.