Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Agentes de Trânsito de Taboão vão trabalhar menos e ganhar mais

Por Outro autor | 17/08/2010

01_1.jpg

Câmara de Taboão aprova projeto de lei dos agentes de trânsito

A Câmara Municipal de Taboão da Serra aprovou o projeto de lei que prevê o aumento de mais de 20% na mudança de referência salarial dos agentes de Trânsito da cidade (os amarelinhos) e a diminuição da carga horária de trabalho deles de 12 horas para seis horas. Taboão tem 40 agentes de Trânsito, mas a demanda da cidade é de 80 agentes. A prefeitura deve realizar em breve concurso público para prover as demais 40 vagas.
 
Com a implantação do projeto de lei os agentes de trânsito passarão a receber R$ 979,00 o que significa um aumento de 27,4% na mudança de referência, anterior a lei, os agentes recebiam R$ 768,00. Além do aumento, os amarelinhos tiveram a redução do horário de trabalho, de 12 para seis horas.
 
Por essa razão a categoria lotou às dependências da Câmara Municipal. Os agentes bateram palmas e comemoram a aprovação que foi realizada rapidamente e logo em seguida a sessão foi encerrada às 20h30.
 
Olívio Nóbrega vereador e integrante da Comissão de Justiça e Redação da Câmara elogiou a atitude dos agentes de trânsito que agiram de modo inverso ao da Guarda, segundo ele. “Vocês mostraram respeito pelos vereadores e deram condições para votarmos, diferente de três ou quatro GCMs que não entenderam que necessariamente a comissão precisa ler atentamente o projeto antes da votação”, salientou.
 
Líder de governo, Paulo Félix lembrou que a categoria realiza um trabalho importante para a cidade. “Essa é uma votação de justiça afinal vocês salvam vidas preciosas, ajudam crianças, idosos e gestantes a atravessarem a rua, socorrem vidas. A partir da publicação votaremos pela hora extra, aposentadoria, está foi uma vitória”, afirmou.
 
Para o vereador e ex-secretário de Transporte da cidade, Carlos Andrade, o aumento é um avanço e uma conquista para a categoria. “Além do aumento, os agentes recebem abono, hora extra, produtividade 100% e 30 horas semanais”, afirmou.


O secretário Municipal de Trânsito e Mobilidade Urbana, Claudiney Pereira, avaliou que a aprovação da redução de jornada dos agentes vai ser positiva já que os mesmos passarão a ter um horário mais adequado à função que segundo ele é altamente estressante. “Os agentes estavam trabalhando numa escala de 12 por 36. Essa carga é perigosa para o fluxo viário”, avaliou o secretário.

Texto: Karen Santiago e Sandra Pereira

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.