Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vereadores de Itapecerica debatem sobre Iluminação e administração pública do Município

Por Gabrielly Sousa | 10/06/2015

alex

Genildo RochaSessão ordinária aconteceu nesta terça-feira, dia 09, em Itapecerica da Serra 

A Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Itapecerica da Serra, realizada na noite desta terça-feira, dia 09, ficou marcada pelas críticas e o descontentamento dos vereadores em relação a iluminação pública e a administração governamental. A própria base aliada do governo está insatisfeita. Além disso, o vereador prof° Ernandes se defendeu sobre as acusações feitas contra a sua gestão, em matéria publicada num  jornal do município, onde dizia que Ernandes, e também o vereador Hércules da Farmácia,  estariam envolvidos na assinatura do cheque desviado em 2013, no valor de 2.400.000 Reais, de dentro da Câmara. Radares eletrônicos instalados também entraram em discussão.

O vereador Prof° Ernandes foi o primeiro a fazer o uso da palavra na tribuna. Citou indicações de sua autoria que não foram atendidas e cobrou o interesse dos responsáveis pela limpeza na rua Jorge Fagulo, pois segundo o vereador, ainda não foi realizada. Ernandes também falou das  ruas que receberam iluminação pública no mês de maio, e que apresentaram irregularidades ou ficaram sem funcionamento.

Visivelmente indignado e emocionado, o vereador esclareceu o fato de seu nome e do vereador Hércules da Farmácia estarem pautados como suspeitos de desviarem o cheque no ano de 2013, no jornal Itapecerica. " Um jornal mentiroso denegrindo a minha imagem... Podem ter certeza que nós iremos processar. O que eu tenho haver e o vice-presidente na época, Hércules da Farmácia, com assinatura de cheque? Todo mundo na política sabe que, Primeiro Secretário e Presidente da Casa nao assinam cheque," desabafou o vereador que promete processar o jornal.

Alex Pires, presidente da Câmara, se dirigiu até a tribuna e disse estar bastante insatisfeito com o atendimento da administração pública. O vereador lembrou ter apoiado e ter pedido voto para o prefeito Chuvisco, porém, relatou que cobrou do prefeito para que a iluminação do bairro da Vila Geni fosse instalada, mas acabou não acontecendo, disse ainda que Chuvisco tinha se comprometido com o acordo e descumpriu com a palavra. Nesta terça-feira (09), o presidente afirmou que teria ido até o gabinete, junto com o vereador Hércules, e ficaram "plantados" durante três horas, aguardando o atendimento do prefeito. O vereador criticou a atitude recepcional do servidor Shirlei Amorim, mais conhecido como Moringa, para com ele e com os munícipes. "Dizem que o prefeito e o Moringa se uniram porque eles querem desarticular politicamente este vereador," ressaltou Alex.

O presidente manifestou contra os dois radares eletrônicos que apresentam defeitos nas principais avenidas da cidade, uma delas na Av. XV de Novembro. "Está errado! Tentei reduzir pra passar os 40km, o ônibus da Miracatiba passou e quase me atropelou," em seguida, propôs a sugestão de tirar os radares e colocarem semáforos nas ruas entre o Viva Vida: " um ato que vai ajudar os munícipes desta cidade," complementou o vereador.

Sobre a Engeluz (empresa responsável pela iluminação), o presidente titulou de " Engelucro", pelo trabalho mau feito. Por fim, defendeu a posição dos vereadores Ernandes e Hércules, se tratando das acusações sem provas.

O vereador Sangue Bom disse estar descontente com a qualidade dos kits escolares, e suspeita que há desvio de verbas. Sangue parabenizou os organizadores que confeccionaram os tapetes de Corpus Christ. O Vereador Gerson Lazarin fez o seu discurso breve, e elogiou a organização e elaboração dos tapetes, assim como Sangue Bom. Também parabenizou o prefeito Chuvisco pela obras iniciadas na Praça Formosa.

O projeto de lei 1617/ 15, que dispõe para a autorização do poder executivo para firmar acordo judicial, concedendo parcelamento demissão do âmbito de mutirão de audiências e conciliação fiscal, promovido pelo poder judiciário de débitos inscritos de dívida ativa ou em processo de execução fiscal e das outras providências, de autoria do prefeito Chuvisco, foi aprovada por unanimidade. A lei complementar 026/15 e os requerimentos 111/15, 112/15, 113/15, 114/15 e 115/15, também foram aprovados. 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.