Ciclistas propõem melhorias em ciclovia de Taboão da Serra

Por | 16/08/2010

Em reunião na tarde do último sábado, 14 de agosto, ciclistas, moradores e representantes da prefeitura acompanharam a avaliação da ciclovia de Taboão da Serra elaborada pelo diretor da CicloBR André Pasqualini, no Parque das Hortências. Pasqualini elogiou o traçado da ciclovia, mas criticou a falta de sinalização ao longo de todo o trajeto.

Segundo ele, o grande problema da ciclovia que tira os ciclistas da Régis Bittencourt (BR-116) e interliga com a Avenida Eliseu de Almeida, que provavelmente deve ganhar uma ciclovia nos próximos anos é ao longo de seus 4 quilômetros sem sinalização. “Não houve informação ao ciclista de que aquilo é uma ciclovia”, disse Pasqualini.

Durante a avaliação, a ClicloBR propôs mudanças ao longo da ciclovia: sinalização, paraciclo, apagar pintura dupla no asfalto e mais fiscalização, entre outras.

De acordo com André Pasqualini a ideia da reunião começaram após levantar diversas questões sobre a importância do compartilhamento das ruas e também pelo conhecimento de que alguns moradores já haviam se posicionado contrários à construção da ciclovia alegando que ela prejudicaria a economia local e o fluxo de veículo.

“Devido à polêmica e o risco de interrupção das obras uma avaliação do sistema cicloviário foi realizada, pois os ciclistas mesmo com problemas preferem que a ciclovia seja finalizada”, afirmou André Parcolini.

Com  informações de Allan do Taboão em Foco

 

Comentários