Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Governador e Secretário anunciam reforço no policiamento durante feriado de Corpus Christi

Por Assessoria de Imprensa | 3/06/2015

unnamed

Rodrigo PaneghineA ação, que tem como objetivo evitar acidentes e garantir a fluidez do trânsito, contará com o emprego de 2.383 PMs, 942 viaturas, sendo 93 motocicletas, e 14 helicópteros

A Polícia Militar realiza, das 14 horas desta quarta-feira (3) até a 0 hora de segunda-feira (8), uma operação especial para reforçar a segurança nos mais de 22 mil quilômetros de rodovias estaduais durante a Operação Corpus Christi 2015. Na ação, serão empregados 942 viaturas, sendo 93 motocicletas, 14 helicópteros e 2.383 PMs.

“Isso significa 22% policiais a mais neste ano”, afirmou o governador Geraldo Alckmin. A operação do ano passado contou com 1.951 PMs. “Um reforço grande para aumentar a segurança para população durante o feriado”.

A ação tem como objetivo evitar acidentes e garantir a fluidez do trânsito. Para tal, serão utilizadas motocicletas para aumentar a mobilidade durante as fiscalizações, além das aeronaves.

“Os helicópteros estarão desde quarta até domingo cobrindo todas as rodovias, para garantir segurança na ida e na volta dos paulistas neste Corpus Christi”, destacou o secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes.

Os PMs empregados na ação são dos cinco batalhões do Comando de Policiamento Rodoviário, Grupamento de Radiopatrulha Aérea (GPRAe), Comando de Policiamento de Trânsito (CPTran), além de unidades territoriais.

A operação contará também com a participação da Secretaria de Logística e Transportes, da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados de Transporte do Estado de São Paulo (ARTESP), do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), empresa Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa) e das concessionárias de rodovias.

Agilidade

A ação seguirá de forma semelhante às operações Verão, Carnaval e Páscoa deste ano. “Esse novo modelo de operação pretende ser mais móvel, com uso de helicópteros e motocicletas para dar mais agilidade ao patrulhamento”, frisou Alexandre de Moraes.

A atuação com auxílio das viaturas de rápido movimento já trouxe resultados positivos nos quatro primeiros meses deste ano. Comparando o período de janeiro a abril de 2015, contra os meses do ano passado, houve queda de 22% nas mortes nas estradas bandeirantes.

“Foram 159 vidas poupadas nas estradas neste quadrimestre”, ressaltou o secretário. “Ano passado, neste período, foram 726 acidentes com acidentes com vítimas fatais - este ano diminuímos para 567”.

A fiscalização ágil também colaborou para as reduções em outros casos nas rodovias paulistas, como acidentes com vítimas (-15,66%), sem vítimas (-14,42%), vítimas de ferimentos leves (-16,6%) e em estado grave (-19,15%). “Acreditamos que, com esse reforço (de 22,14% a mais no efetivo), poderemos diminuir ainda mais o número de vítimas e acidentes”, afirmou Moraes.

Equipamentos

A Polícia Militar contará com 260 bafômetros para a realização de testes de embriaguez da Operação Direção Segura, que também serão usados em ocorrências de acidentes. Além destes, mais 150 bafômetros descartáveis serão utilizados pelos policiais como reforço.

O secretário adiantou que pretende aumentar o número dos aparelhos de forma a cobrir as unidades relacionadas a trânsito. “Estamos em licitação para aquisição de mais mil etilômetros para a Polícia Rodoviária e o Comando de Trânsito da Capital”, explicou Alexandre de Moraes.

A fiscalização da velocidade dos carros será feita por meio de 61 radares móveis inteligentes, instalados em viaturas, para dar mais mobilidade à fiscalização, e 63 portáteis.

Os radares móveis inteligentes permitem dar mais mobilidade ao trânsito e melhorar a fiscalização. Esses equipamentos são chamados de OCR Embarcados e leem automaticamente as placas dos veículos. Depois, as informações são repassadas aos policiais quase instantaneamente. Com isso, é possível selecionar, de forma mais eficiente, quais carros serão abordados.

O radar facilita o encontro de veículos roubados e, consequentemente, a prisão de criminosos: o sistema integrado registra as placas de carros com irregularidades, permitindo que todos os radares da malha viária paulista possam encontrá-los. Para que isso aconteça, a polícia destaca a importância da comunicação de ocorrências ao 190.

Álcool e trânsito

A PM alerta que o motorista que for flagrado dirigindo embriagado será multado em R$ 1.915,40 e poderá ter o veículo apreendido e a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) retida por 12 meses. O condutor poderá ainda responder criminalmente a uma pena de seis meses a três anos de prisão.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.