Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Furto e roubo são as principais ocorrências em Itapecerica e Embu

Por | 15/08/2010

delegacia_350.jpg

Delegacias de Embu e Itapecerica divulgam ocorrências atendidas nas cidades

Diversas notícias divulgadas pela imprensa, inclusive pelo Jornal na Net mostraram uma realidade que não passava pela cabeça dos moradores de Itapecerica, afinal a cidade tem como característica a tranquilidade.

Casos como: PMS que são acusados de fazer parte de um Grupo de Extermínio e desovam os corpos sem cabeça e sem mãos em terreno na cidade; Adolescente é sequestrado na rua de maior movimento em Itapecerica, Major Telles, às 13h06 e depois é encontrado morto e possíveis policiais militares estão envolvidos no crime; Loja de calçados GE & PAM pega fogo e legista não descarta possibilidade de incêndio criminoso, entre outros tantos, assustou os moradores.

Por este motivo a reportagem do Jornal na Net aproveitou a presença do investigador da delegacia e descobriu números de ocorrências pequenos, mas significativos na cidade.

De acordo com José Messias, chefe de investigação de Itapecerica a região é propicia para desova de cadáveres, por este motivo os casos divulgados são frequentes. “Casos como: homicídios, tráfico de drogas e como consequência furtos e roubos é um número pequeno devido a quantidade de moradores, mas são estudados, investigados e recebem sempre atenção”, explicou o investigador.

Todos os meses os casos são analisados e guardados em um relatório. O número de homicídios é esporádico, segundo o investigador, cerca de 4 por mês, a quantidade varia de mês para mês, por exemplo: julho foram 2, já maio 4.

Em relação ao tráfico de drogas, em média variam de 4 a 6 flagrantes por mês. “Comparados ao número de habitantes da cidade são poucos casos”, analisou Messias.

A quantidade de roubos e furtos por mês é alta. Cerca de 47 furtos e 18 de veículos por mês. Na mesma proporção estão os roubos, 50 em média e 17 de carros.

José Messias contou a Reportagem do Jornal na Net que desde fevereiro foi contabilizado por volta de 19 comunicações falsas, tais como: celulares, cheques, a pessoa acha que foi furtada, mas colocou em lugar diferente na bolsa. “Todas essas falsas comunicações tiveram inquérito instalado, mas não foram verdadeiras”, concluiu.

A cidade de Embu das Artes também foi palco de diversos crimes, entre eles: Wilson Carlos dos Santos mata a enteada e atinge mais quatro com golpes de marretadas (dois dos atingidos continuam internados na UTI) e cemitério clandestino é encontrado na cidade, com quatro corpos enterrados em cova rasa, entre outros também deixou os moradores inseguros.

O Delegado de Polícia da cidade informou ao Jornal na Net que aparentemente as ocorrências estão controladas. “Continuamos com o mesmo número de homicídios, do ano passado, roubo e furto estão empatados”, afirmou.

Segundo Doutor Higino Grigio, a situação está mais tranquila. “Passamos por semanas conturbadas com os dois casos recentes”, concluiu.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.