Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Alex Pires afirma que o desvio de dinheiro da Câmara de Itapecerica está sendo investigado pelo MP

Por Direto da Redação do Jornal na Net | 22/05/2015

alex

Genildo RochaPresidente da Câmara Alex Pires comenta o desvio de dinheiro da Casa de Leis em Itapecerica 

Passado alguns meses da descoberta do Tribunal de Contas com relação ao desvio de R$ 2,4 milhões somente em 2013 dos cofres municipais, muitas pessoas afirmam que o caso no ditado popular "acabou em pizza", mas de acordo com o presidente da Câmara, Alex Pires, o processo segue em investigação sigilosa no Ministério Público. Pires afirma que toda documentação solicitada é prontamente enviada para que possa dessa forma elucidar o quanto antes o caso, o vereador salienta que os munícipes merecem uma resposta do desfecho dessa historia. 

"Hoje o processo não está parado, algumas pessoas usam de má fé até mesmo a oposição para dizer que acabou em pizza, e não é verdade, hoje está sendo investigado pelo Ministério Público. Eu como presidente e representante da Casa, venho fornecendo e atendendo todos os pedidos de documentos do Ministério Publico, então tenho certeza que dentro do tempo deles vamos ter uma surpresa e quem deve e é o culpado pagara por esse mal feito", disse. 

Em determinado momento do processo, o caso foi encaminhado para a Delegacia Seccional de Taboão da Serra, que posteriormente remeteu para a Delegacia do município, descartando a participação de agentes públicos na fraude. "Não aparece nenhum vereador responsável, toda investigação esta em cima das pessoas do financeiro, que seria a senhora Eduarda junto com o Sr. Jorge Issau, que era da coordenadoria de finança", destacou Pires. 

Alex Pires disse ao Jornal na Net, que para uma boa investigação o caso segue em sigilo mas acredita que em breve conseguirá prestar esclarecimento para os munícipes, que de certa forma também foram lesados por este desvio. Questionado se acredita em fraudes nos anos anteriores, ele afirma que não descarta a possibilidade mas se concentra no que já foi apontado pelo Tribunal de Contas, que é o ano de 2013. 


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.