Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Carteiros em greve buscam apoio e fazem protesto nesta quinta,21, no centro de Embu

Por Direto da Redação do Jornal na Net | 20/05/2015

grevecar

DivulgaçãoEncontro com o prefeito aconteceu na manhã desta quarta-feira na prefeitura 

Os funcionários dos Correios de Embu das Artes estão em greve desde a manhã da terça-feira, dia 19, e no segundo dia de paralisação os carteiros juntamente com o Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares de São Paulo (Sintect-SP), que representa a categoria foram em busca de apoio pelas reivindicações. Estiveram na prefeitura do município e o prefeito Chico Brito se comprometeu em levar a questão para Brasília. Na Câmara dos vereadores foi aprovada uma moção de apoio aos trabalhadores em greve. O movimento realizará uma passeata no centro de Embu das Artes nesta quinta-feira, dia 21, às 9h30. 

"Hoje às 10:30 em Embu das Artes fomos numa reunião com o prefeito Chico Brito que nos recebeu prontamente, ouviu nossas reivindicações e se comprometeu de imediato em apoio e levar um documento pra Brasília semana que vem  e protocolar apoiando o nosso movimento", disse Vagner do Nascimento, da diretoria do sindicato. 

Vale ressaltar que os Correios é uma empresa pública federal responsável pela execução do sistema de envio e entrega de correspondências, e a reunião com o prefeito da cidade é motivada pela proximidade do prefeito com o Governo Federal.

Na Câmara Municipal, os vereadores aprovaram a moção de apoio nº19/2015, de autoria do presidente da Casa de Leis, Ney Santos. Com o objetivo de estender apoio ao movimento que busca melhores condições de trabalho. Além disso, os edis cumprimentaram os funcionários presentes e destacaram a importância do serviço 

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios Telégrafos e Similares de São Paulo (Sintect-SP), as reivindicações dos trabalhadores são: Melhores condições de trabalho; Melhoria na implantação e ampliação da entrega matutina, com entrega efetivamente pela manhã, e não à tarde como está ocorrendo; Segurança para os motoristas devido ao alto índice de assaltos; Contratação urgente de mais funcionários, pois todos os companheiros do setor estão com dobras, sofrendo superexploração. Cerca de 80% dos trabalhadores estão parados, o que reflete diretamente na vida dos munícipes que deixam de receber e enviar encomendas e correspondências, além do serviço de telegrama, dentre outros.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.