Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

Vigia suspeito de matar jovem em Embu das Artes é preso na Régis

Por Outro autor | 7/05/2015

jovem

ReproduçãoEle se entregou à Polícia Civil quatro dias após o crime na Grande SP. Suspeito discutiu com cliente em outlet pelo pagamento do estacionamento.

O vigia suspeito da morte do jovem José Gabriel Sousa Oliveira, de 19 anos, em Embu das Artes, na Grande São Paulo, se entregou nesta quinta-feira (7), segundo a Polícia Civil. O crime aconteceu no BBB Outlet neste domingo (3). Outros dois primos do jovem ficaram feridos.

Fernando Santana Pereira foi identificado como autor dos disparos por imagens de câmeras de segurança do estabelecimento. Desde então, ele estava foragido. Segundo a Delegacia Central de Embu das Artes, o vigia entrou em contato com a polícia nesta quinta-feira e marcou um ponto de encontro. A prisão aconteceu por volta das 15h30 na Rodovia Régis Bittencourt.

A discussão dos primos com um dos vigias é acalorado. Os rapazes tentam se aproximar do segurança, se afastam e depois voltam. Neste momento, o funcionário saca o revólver e dispara várias vezes. José Gabriel de Souza Oliveira cai no chão. O segurança não para de atirar contra os meninos, que correm. Três tiros acertam Felipe.

O crime aconteceu depois de um desentendimento. Quatro primos foram ao outlet, um deles para comprar presente para a mãe, e não conseguiram pagar o estacionamento com o cartão que levavam.

Dois deles foram tirar dinheiro e, quando voltaram, teriam sido impedidos de retornar à loja, que estava fechando. Segundo relatos das vítimas, o vigia teria se alterado, feito ameaças e iniciado os disparos.

Apesar de se apresentar como segurança, ele era porteiro e não poderia portar arma de fogo. A informação é do advogado da empresa terceirizada que o havia contratado, José Soares da Costa Neto. Segundo a polícia, o suspeito já tem passagem por porte ilegal de arma.

O advogado da BBB Outlet informou ainda que a loja desconhecia o fato de o porteiro estar armado. “Nós iremos avaliar o ocorrido. Porque ele estava armado nós também iremos avaliar.”

José Gabriel levou quatro tiros e morreu no local. Felipe, de 25 anos, levou três tiros, no peito, no braço e na perna. Um terceiro primo, de 23 anos, também foi baleado no braço, e passa bem. O primo menor, de 15 anos, conseguiu se esconder e não foi atingido.

O pai de José Gabriel cobrou punição do porteiro e providências em relação à loja. “Só espero que essa pessoa seja punida pelo ato que fez e essa loja também, por não saber contratar funcionários”, disse o pai. "Ele foi comprar um presente e aconteceu tudo isso, por causa de R$ 12 de um estacionamento".

Texto: Portal G1 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.