Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Greve dos garis em Taboão continua e nova audiência acontece nesta segunda

Por Direto da Redação do Jornal na Net | 5/04/2015

protesto_gari

Sandra PereiraFuncionários cruzam os braços há mais de 10 dias e lixo é um problema evidente 

A greve dos coletores de Taboão da Serra ainda não teve fim e já completa duas semanas sem a coleta de lixo com 100% da equipe de funcionários da empresa CAVO. Nova audiência foi marcada para a próxima segunda-feira, dia 06, data está que decidirá pela solução do problema ou aguardar o julgamento. Caso o sindicato que representa os garis decidir por manter a grave, o Tribunal Regional do Trabalho vai julgar a legalidade da paralisação. 

Os moradores dos bairros de Taboão da Serra acreditam ser pertinente a greve porém o acumulo de lixos é um fator preocupante para eles. Em protesto os munícipes na quarta e quinta-feira colocaram seus lixos nas ruas, fechando as vias para ter atenção do Executivo. Alguns chegaram a cogitar jogar os lixos na prefeitura e também fechar a Rodovia Régis Bittencourt com lixos porém não fizeram. 

A coleta de lixo é feita pela empresa privada CAVO e desde o inicio da greve, segundo informações, a prefeitura vem realizando ação emergencial para minimizar os efeitos causados pela greve. No entanto são funcionários da Secretaria de Manutenção que não possuem maquina e treinamento para a coleta e dessa forma a produtividade não é a mesma. 

Os garis e varredores estão em greve desde o dia 23 de março e a categoria pede reajuste salarial de 11,73%. No dia 31, o juiz fez nova proposta de 9,83%, reajuste este semelhante ao que foi oferecido aos garis do ABC, que decretaram o fim da greve após o acordo, porém para os coletores de Taboão, o Sindicato das Empresas de Limpeza Urbana no Estado de São Paulo não aceitou, oferecendo reajuste de 8,5%, índice rejeitado pelos coletores de lixo representados pelo Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio em Conservação e Limpeza Urbana. 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.