Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Saúde

Familiares de vítimas comovem participantes de audiência da Comissão de Saúde em Taboão

Por Sandra Pereira | 1/04/2015

saude

Sandra PereiraAudiência pública de saúde reuniu vereadores, moradores, familiares das vítimas e profissionais da secretaria de Saúde

A dor dos familiares dos dois jovens que perderam suas vidas recentemente no pronto socorro do Antena tomou conta do plenário da câmara municipal durante as mais de 5 horas de duração da audiência pública de saúde realizada nesta terça-feira, 31, na Câmara de Taboão da Serra. Não havia entre os participantes quem fosse capaz de ignorar o sentimento e irreparável dos parentes da jovem Rosemeire Manfrim,  25 anos e de  Hélio Milke da Silva, 29. Ambos morreram no Antena e as famílias reclamam que houve negligência no atendimento. 

A secretária Raquel Zacainner prestou contas da pasta, respondeu aos questionamentos e disse que o compromisso do governo é melhorar a saúde em Taboão. Ela citou os investimentos feitos, criticou a falta de repasse do governo federal para a UPA e disse que a meta da gestão é dar qualidade ao atendimento. Já os dirigentes da Sociedade Paulista de Medicina (SPDM), que gerencia os prontos socorros da cidade não compareceram e enviaram representantes.  

Audiência pública transcorreu em clima de comoção durante mais de cinco horas. Todos os presentes fizeram falas pedindo esclarecimentos sobre os fatos que levaram a óbito os dois jovens. Coube a secretária de Saúde, Raquel Zaicaner, a missão de responder aos familiares. Ela cumpriu o papel sem fugir das suas responsabilidades. Se comprometeu a receber os familiares das duas vítimas e não escondeu o quanto era cortante e constrangedor ter que tratar das mortes, quando o compromisso da saúde é com a vida. 

 Raquel Zaicaner disse que era impossível não se comover com as mortes. Lembrou que a saúde Taboão estava um caos quando o atual governo assumiu.  Ela disse que o governo ainda não fez tudo, mas que houve melhorias.  

“Tenho certeza que nossa saúde está melhor do que as outras cidades da região. Prova disso é que nós temos 20% de pessoas de outras cidades sendo atendidas aqui em Taboão. Todo mundo aqui nessa Casa conhece gente que foi salvo nos nossos serviços de saúde. Eu não viria a essa audiência pública se não tivesse compromisso com a vida. Pra mim a vida é o bem maior. Mas  não posso deixar de falar que nós fizemos mais de 18 mil atendimentos no Antena e mais de 14 mil atendimentos na UPA. Tenho que falar do esforço do prefeito Fernando Fernandes para resolver o problema da saúde aqui na cidade. O serviço hoje é muito melhor. Não posso esconder que a Upa é um engodo porque até agora nós não recebemos os mais de R$ 3 milhões que o governo federal deveria repassar à cidade”, relatou a secretária. 

A presidente  da Comissão de Saúde, vereadora Joice Silva, se solidarizou com as famílias enlutadas. Disse que só Deus pode confortar aos familiares e avisou que a comissão vai exigir respostas sobre as mortes. 

 “A única ajuda que nós podemos dar a vocês nesse momento são respostas corretas. Saibam que respeito cada um de vocês. Entendo a dor de cada um e como presidente da comissão estou satisfeita por permitir que a doutora Raquel pudesse vir aqui e ouvir vocês. Se tiver erros  que eles sejam corrigidos. Se tiver maus  médicos que eles sejam trocados. Tenho compromisso com o governo do prefeito Fernando Fernandes mas o meu compromisso maior é com a população e eu vou fazer o impossível pra trazer essas respostas. As famílias merecem”, disse a presidente.

Todos os vereadores presentes na audiência fizeram falas pedindo que haja mudanças de procedimentos no atendimento aos pacientes nas unidades de saúde Taboão da Serra, a fim de impedir que novas mortes venham acontecer na cidade. 

A mãe da jovem Rosemeire Manfrin lamentou o fato de ter levado a filha com vida ao Antena e reclamou de ter recebido de forma fria o comunicado do falecimento dela. Logo no começo de sua fala ela emocionou os participantes ao dizer que não ia desejar bom dia porque como mãe ela jamais voltaria a ter um bom dia após ter perdido uma filha de forma tão inesperada e precoce. Graciele Manfrin, irmã de Rose, também usou a tribuna pra falar da perda dos familiares. Ela disse que é urgente a necessidade de mudanças no atendimento. 

“A médica não fez nada para atender minha irmã. Eu amo morar em Taboão mas a saúde está muito ruim. Isso não pode continuar eu quero saber o que minha irmã tinha. Ela entrou no Antena falando, rindo e saiu morta. A médica que veio até nós comunicar o óbito parecia que ela estava repassando uma receita de bolo”,  afirmou a irmã.  “Quero justiça e vou até o fim pra saber o que aconteceu, pra saber do que a minha filha morreu”,  avisou a mãe da jovem Rose.

A esposa de Hélio Milke da Silva fez um pronunciamento emocionado e relatou a peregrinação que a família fez  ao  buscar de atendimento para ele, depois de descobrir que o jovem estava com dengue. O rapaz apresentava sintomas como febre alta, dores no corpo e manchas na pele. Ele chegou a ser atendido no pronto socorro da USP, mas também teve alta passou na UPA e foi ao Antena onde faleceu.

 “O que eu faço agora?  Tenho uma filha de 2 anos pra criar. Como eu vou fazer isso? Afirmou com voz embargada. 

O vereador luiz Lune se disse estarrecido com o tom dos depoimentos dos familiares das vítimas. Depois de relatar o caso de uma pessoa que acompanhou de perto e ajudou a obter atendimento disse que sentia traidor do povo ao atender uma pessoa em detrimento de tantas outras.

O vereador Moreira lembrou que em seis meses foram registradas nove mortes no Antena. Voltou a falar sobre o caso das gestantes que perderam a vida e que as famílias até agora não se conformam. Em tom firme Moreira declarou que a única diferença entre a Iacta e a SPDM era o fato de que a segunda custa mais caro à cidade. 

 O líder do governo, vereador Eduardo Nóbrega, disse que não abrirá mão de cobrar a equipe responsável pela saúde na cidade e que não abre mão de se cobrar junto. Ele chamou para si e para todos os vereadores a responsabilidade sobre atendimento de saúde prestada aos moradores de Taboão da Serra. Ele voltou a puxar a orelha dos dirigentes da SPDM na cidade os médicos Nancime e Jorge Salomão.


“Ainda não tenho condições de olhar para os dois e dizer que eles fazem pilantropia. Mas se  não responderem a próxima convocação dessa Casa quero avisar que esses dois vão começar a atender em outra cidade e não em Taboão Serra”, disse em tom de intimação o líder do governo.

O presidente da câmara municipal afirmou que vai requerer que o Conselho Regional de Medicina (CRM) que  agilize as investigações para dar resposta urgente sobre o atendimento dado aos dois jovens pacientes. Ele contou aos presentes que há uma semana enfrenta a dor de ver a própria mãe em coma no Hospital Geral do Pirajuçara, onde foi submetida a cirurgia de emergência. 

Já o vereador Marcos Paulo cobrou do governo federal o repasse de R$ 3 milhões para a UPA. Ele criticou a ausência dos diretores da SPDM que foram convocados pela Câmara e acabaram não comparecendo. O vereador elogiou a postura firme secretaria Raquel Zaicaner que esteve no local ouviu todas as críticas dos familiares e respondeu a cada uma de forma corajosa.

O vereador Ronaldo Onishi pediu apuração de todas as mortes. Falando diretamente à esposa do jovem Hélio Milke ele disse que sentiu o coração partido ao ouvir o sofrimento da sua peregrinação. “Eu sinto a sua dor. Agora nós precisamos de uma resposta. Se tiver que punir os culpados assim o faremos”, alertou, acrescentando que era preciso alterar processos e procedimentos para evitar nova novas mortes. 

A voz embargada de todos os vereadores deixava clara a emoção que tomou conta dos participantes da audiência pública em razão dos relatos das mortes.

Pouco antes da audiência pública chegar ao fim, e irritado por não poder usar o microfone por mais tempo, o vereador Luiz Lune disse que “tudo ali não passava de um teatro” rasgou o papel que trazia em mãos e se retirou dos trabalhos da comissão de saúde que ainda se estenderam por quase uma hora. 

yvonne

Ação Corretiva!!!! Sempre saber o que aconteceu??? Tem que existir ação preventiva, para que nunca aconteça esse tipo de situação, não há ação após a perda que cubra essa perda aos familiares. Isso por que as vezes pagamos mais pra saúde publica do que para um convenio

29/04/2017

Maternidade de Taboão inaugura serviço de consultoria em amamentação

A Prefeitura de Taboão da Serra está cada vez mais avançando na implantação de políticas...

29/04/2017

Vacina contra o vírus H1N1 pretende imunizar 64 mil pessoas em Taboão

A Campanha de Vacinação contra o vírus Influenza H1N1, organizada pelo Ministério da Saúde,...

19/04/2017

Vacinação contra gripe pretende imunizar 10 milhões de paulistas

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo inicia nesta segunda-feira (17) a vacinação contra...

17/04/2017

Médicos de Itapecerica participam de oficina promovida pela Prefeitura

O setor de Educação Permanente da Autarquia Municipal de Saúde de Itapecerica da Serra promoveu,...

07/04/2017

TaboãoPrev recebe o 2º Ciclo de Palestras para Saúde do Servidor

A Secretaria de Gestão de Pessoas da Prefeitura de Taboão da Serra retoma, na próxima...

06/04/2017

Emoção e saudosismo marcam aniversário do CMHR Arco Íris em Itapecerica

Uma grande festa celebrou a comemoração de 25 anos do Centro Municipal de Habilitação e...

24/03/2017

Mutirão de saúde no AME Taboão, HGP e HGIS termina neste sábado, 25

Termina neste sábado, 25, o mutirão de saúde realizado pelo governo do estado para antecipar...

17/03/2017

Hospital Geral de Taboão, de Itapecerica e AME terão mutirão de saúde do governo

O governo do estado vai realizar um mutirão de saúde entre os dias 18 e 25 de março.Durante o...

15/03/2017

Campanha de Saúde celebra Dia Internacional da Mulher

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher (8 de março), a Prefeitura de Itapecerica da...

07/03/2017

AME Taboão da Serra tem bom índice de aprovação pelos usuários e pacientes

A pesquisa anual de satisfação realizada pela Secretaria de Estado da Saúde apontou uma média de...

29/04/2017

Régis registrou bloqueios, marchas e atos na greve geral em toda a região

A greve geral contra as reformas da previdência e trabalhista foi marcada em Taboão da Serra,...

29/04/2017

Prefeitura de Taboão forma mais de 200 alunos através do Programa Lado a Lado Sa

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda da Prefeitura de Taboão da Serra,...

29/04/2017

Maternidade de Taboão inaugura serviço de consultoria em amamentação

A Prefeitura de Taboão da Serra está cada vez mais avançando na implantação de políticas...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.