Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Mesa diretora da Câmara discute segurança pública com delegado Seccional de Taboão

Por Assessoria de Imprensa da Câmara de Taboão | 12/03/2015

seccional

Assessoria de Comunicação da Câmara A Seccional é responsável pelas delegacias da Polícia Civil da região 

A necessidade de ampliação do combate às drogas,  a disseminação de informações sobre Boletins de Ocorrência Eletrônico, a humanização do atendimento policial , reativação do Conseg  Pirajuçara, implantação de políticas públicas de cunho social até a necessidade de abertura de postos de trabalho para jovens foram alguns dos temas tratados pela mesa diretora da Câmara Municipal de Taboão da Serra durante reunião com o delegado Seccional de Taboão da Serra, Dejar Gomes Neto e outros três delegados, na segunda-feira, 9. A Seccional é responsável pelas delegacias da Polícia Civil lotadas em Taboão, Embu das Artes, Itapecerica da Serra, Embu-Guaçu São Lourenço e Juquitiba.

“Estou na polícia civil há 40 anos, sendo 33 como delegado e 7 como investigador. Chego a Taboão com toda disposição. Gosto do que faço. Já poderia me afastar mas ainda quero contribuir muito. Faço o que eu gosto e com todo o entusiasmo”, disse Djar Gomes, antes de agradecer aos vereadores pela visita a Seccional. 

O encontro mostrou aos presentes o que pouca gente parece saber. Nem sempre é preciso ir até uma delegacia para prestar queixa de crimes. Vários deles, todos em que não houver necessidade de perícia podem ser registrados na internet, por meio de Boletim de Ocorrência Eletrônico, no site da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

Logo na abertura da reunião o presidente da Câmara Municipal de Taboão da Serra, vereador José Aparecido Alves, o Cido, pediu a reabertura do Conselho Municipal de Segurança do Pirajuçara (Conseg) e falou da importância do conselho para aproximar a população das ações de segurança da cidade.

Vice-presidente da Câmara Carlinhos do Leme atestou que a violência tem origem social e é preciso mudar a legislação que impede jovens de trabalhar ,como ocorria no passado. Também destacou a necessidade de ampliar o acesso a informações sobre os BOs eletrônicos. Na mesma linha de raciocínio a vereadora Érica Franquini, 2ª secretária da Câmara, pediu que seja feito um trabalho amplo de repressão ao consumo de drogas entre os jovens para evitar sofrimento das famílias. Ela destacou o caráter humanizado que a polícia precisa adotar para atender até mesmo as vítimas de crimes.

A 1ª secretária da Casa, vereadora Joice Silva, lamentou a ausência de políticas públicas de cunho social no combate ao crime. A vereadora foi autora de voto de louvor subscrito pelos demais parlamentares para o investigador  do 1º Distrito Policial, Luiz Peniche.

O vereador Marcos Paulo, o Paulinho colocou a Câmara à disposição da Seccional. Elogiou a instalação do 2º Distrito Policial do Pirajuçara, região onde cresceu e onde a falta de segurança, o tráfico e roubo são constantes. Paulinho contou que durante a sua infância a região do Pirajuçara foi palco da maior chacina já realizada em São Paulo quando 17 pessoas foram assassinadas e disse que por tudo isso o distrito na região é aguardado com esperança e ansiedade.


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.