Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Transporte e Trânsito

Coopercav implanta monitoramento eletrônico no Transporte de Embu das Artes

Por Sandra Pereira | 1/08/2010

embu_350.jpg

Monitoramento eletrônico em Transporte de Embu

A Cooperativa dos Trabalhadores do Transporte Profissional da Terra das Artes (Coopercav) vai inaugurar o monitoramento da frota do sistema de transporte nos 154 veículos que atendem Embu das Artes. Ao todo são 300 câmeras. A medida vai trazer mais conforto, segurança e qualidade ao serviço de transporte público da cidade. O monitoramento da frota custou R$ 291.000,00, mil e foi pago pelos operadores. O transporte público de Embu é o primeiro da região a investir no monitoramento da frota, assim como na bilhetagem eletrônica, entre outros projetos pioneiros.

Os 154 veículos que atendem a população de Embu serão monitorados durante 20 horas por dia. Cada um deles terá duas câmeras de segurança, uma voltada para o interior e outra para o motorista. Cada uma delas tem uma finalidade no objetivo principal de dar mais segurança e melhorar a qualidade do transporte para os usuários.

A Central do serviço de monitoramento vai funcionar dentro da sede da Coopercav, na Avenida Elias Yazbek. As imagens serão armazenadas por meio de chips e estarão à disposição da administração municipal e da polícia em caso de necessidade.

“Vamos atuar em duas frentes principais. Nossos passageiros estarão mais seguros, já que o equipamento inibe assaltos, mas se acontecer teremos as imagens para ajudar a polícia a solucionar os casos”, esclarece o presidente da Coopercav, Leonel Augusto de Novais Filho, o Léo.

Segundo ele outra conquista que o monitoramento eletrônico vai permitir é a melhoria do sistema de transporte público municipal da cidade, uma vez que a câmera de segurança que estará voltada para o motorista vai possibilitar um acompanhamento real do seu comportamento no trânsito e com os passageiros.

“Vai haver uma fiscalização permanente. Vamos trabalhar para desenvolver um processo educativo, entretanto, se alguém deixar de cumprir as normas mesmo após receber as orientações será advertido e dependendo do erro poderá de deixar o sistema, por exemplo, se o operador deixar de parar nos pontos ou se recusar a transportar passageiros especiais, idosos e jovens”.

Ele lembra que para garantir a efetividade do processo educativo visando melhorar a qualidade do serviço a Coopercav e a prefeitura de Embu vão realizar no dia 31 de julho um seminário no qual será discutido a qualidade do atendimento aos usuários.

“Nosso projeto é capacitar os operadores para atender bem a população. Vamos trabalhar especialmente com base nos casos relatados pela Ouvidoria e buscar cada vez mais melhorar o atendimento nos veículos”, afirma Leonel Novais Filho.

“Nós sabemos que existem falhas em nosso Sistema de Transporte, porem estamos focados para a melhoria em geral. Para isso contamos com a colaboração de todos (Governo Municipal e Usuários do Transporte), transporte dever do Estado e Direito do Cidadão”, concluiu.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.