Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Prefeito de Taboão diz que enchentes na BR é responsabilidade da Arteris

Por Direto da Redação do Jornal na Net | 3/03/2015

alagamento

Arquivo Jornal na Net Chuvas fortes causam alagamentos na Rodovia Régis Bittencourt 

Os moradores de Taboão da Serra tem sofrido com as chuvas de verão que causam enchentes e pontos de alagamentos em toda a cidade. Para o prefeito Fernando Fernandes dois pontos da cidade sofrem frequentemente com o problema, que é a Rodovia Régis Bittencourt e o Jardim Clementino. O prefeito garante que são dois problemas constantes que podem levar um bom tempo para serem resolvidos.

"Na região do Clementino tem uma obra de canalização do Pirajuçara, uma obra que está prejudicando neste momento aquela região, porque eles fizeram um corta arrimo para fazer a canalização que acaba sendo neste momento uma barreira para que o rio tenha seu escoamento normal. Então toda chuva mais forte ali vai provocar alagamento", disse Fernandes.

A Rodovia Régis Bittencourt ficou bloqueada nos dois sentidos na última terça-feira, dia 24, pelo grande volume de água que invadiu a pista. Questionado o prefeito alegou que é necessário fazer a drenagem da água, no entanto, a responsabilidade é da concessionária que administra a rodovia. 

"A BR não é responsabilidade nossa, a concessionaria que tem que fazer as obras de drenagem e conduzir a água até o rio. O problema consiste em fazer a drenagem da água, retirar e levar para o córrego Poá. Eles querem fazer a drenagem e jogar a água na cidade Intercap e isso não permitimos", alega o prefeito.

Em nota ao Jornal na Net, sobre os alagamentos na rodovia Régis Bittencourt na região Taboão da Serra, a Autopista Régis Bittencourt esclarece que:

1)      As inundações não ocorrem por conta de problemas na drenagem da rodovia Régis Bittencourt, mas têm origem fora da faixa de domínio;
2)      A Concessionária realizou quatro obras de implantação de dispositivos de drenagem e contenção de alagamentos nos municípios de Taboão da Serra (km 273,3), Embu das Artes (km 283,2 e km 283,9) e Itapecerica da Serra (km 286). As obras não estavam previstas no contrato de concessão.
3)      A limpeza do sistema de drenagem da rodovia é realizada periodicamente para que este funcione normalmente.
4)      A Concessionária já promoveu estudos sobre os alagamentos e identificou que as causas ocorrem fora da faixa de domínio da Rodovia Régis Bittencourt, que não está na atribuição contratual da concessionária.
5)      Mesmo diante desta situação, a Autopista Régis Bittencourt tem interesse em participar das medidas que possam conduzir à melhoria da situação, e, desta forma, permanece à disposição das autoridades municipais para colaborar para a melhor avaliação dos motivos que levam a alagamentos em momentos de forte chuva.
6)      A realização de obras de ampliação dos sistemas de drenagem da rodovia não resolveria o problema, pois seria necessária a implantação de dispositivos complementares no sistema viário municipal, assim como prolongamentos com reforço dos bueiros fora da faixa de domínio.
7)      Nos estudos realizados, a concessionária detectou como uma das causas o assoreamento dos cursos d’água da região, especialmente do córrego Poá, o que impede que eles recebam grandes quantidades de água. A situação também diminui a eficácia dos bueiros e galerias, apesar de estes serem mantidos constantemente limpos pela concessionária.
 8)      Por fim, em toda situação de anormalidade na rodovia, a concessionária mobiliza e reforça sua equipe operacional para monitorar a ocorrência, sinalizar o final da fila e orientar os motoristas, de forma a minimizar os transtornos para os usuários.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.