Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Polícia

PMs acusados de integrar "Os Highlanders" são julgados em Itapecerica

Por Karen Santiago | 29/07/2010

julgamento.jpg

Julgamento dos quatro policiais militares durou toda esta quinta-feira em Itapecerica da Serra

Começou nesta quinta-feira, 29 de julho, às 10h, o julgamento no fórum de Itapecerica da Serra dos quatro policiais militares acusados de integrar um grupo de extermínio que ficou conhecido como “highlanders”. O apelido faz referencia ao fato de as vítimas, depois de mortas, serem decapitadas.

Após cerca de 12 horas, o julgamento dos quatro policiais chegou na fase final na noite desta quinta-feira. Após a primeira parte do debate, em que defesa e acusação fizeram sua sustentação oral, cada parte terá mais 1 hora e 30 minutos para réplica e tréplica. A previsão do juiz Antonio Augusto Galvão de França Hristov é que a sentença seja lida, após a decisão dos jurados, depois das 2h da manhã.
 
No interrogatório, o 3º sargento Moisés Alves Santos, o cabo Joaquim Aleixo Neto e os soldados Anderson dos Santos Sales e Rodolfo da Silva Vieira assim como aconteceu desde os primeiros dias negaram a participação no crime. Além de negarem a acusação de que teriam adulterado documentos referentes à abordagem policial feita no dia da morte de Carlinhos.
 
Em sua fala, o advogado de defesa Celso Vendramini afirmou que os policiais são vítimas de revanchismo da Polícia Civil ele citou o confronto entre policiais civis e militares que ocorreu na época do inquérito, motivado por uma greve.
Vendramini disse também que seus clientes foram alvo de uma armação feita por traficantes do Jardim Capela, que teriam informado os dados do veículo em que os PMs estavam no dia da morte de Alves para incriminá-los.

Durante a exposição do promotor Vitor Petri, os PMs ficaram de cabeça baixa o tempo todo. No julgamento, o 3º sargento Santos chorou em diversas ocasiões, assim como o soldado Sales. Parentes dos policiais que acompanham o julgamento também se emocionaram e inconformados clamavam por justiça.
 
Desde o início do julgamento, às 10h, foram ouvidas também nove testemunhas sendo elas: cinco de defesa e quatro de acusação. Dentre as testemunhas de acusação estavam irmãos da vítima.

Crime cometido em 2008

Os acusados foram a júri popular pelo assassinato de Antônio Carlos Silva Alves, em 08 de outubro de 2008. A vítima era deficiente mental que foi confundido pelos acusados como um ladrão, segundo a denúncia. Testemunhas presenciaram quando Antônio foi abordado com uma gravata pelos policiais.

Antônio, conhecido como Carlinhos, foi sequestrado no Jardim Capela um dos bairros que formam o Jardim Ângela, bairro este que o grupo de extermínio formado por policiais atuava, assim como no Capão Redondo. Até o início de 2009, pelo menos 15 policiais militares já haviam sido presos suspeitos de envolvimento no caso.

O corpo da vítima, sem a cabeça e mãos, foi achado dois dias depois em uma área conhecida como local de desova de cadáveres de Itapecerica da Serra. Os familiares de Carlinhos reconheceram o corpo através de uma tatuagem e também de uma cicatriz.

Os PMs estão presos desde janeiro de 2009 no Presídio Militar Romão Gomes, no Jardim Tremembé (zona norte de São Paulo). Todos integrantes da Força Tática do 37° batalhão, na zona sul.

De acordo com a Polícia Civil e a Promotoria, o soldado Rodolfo Vieira era tido como chefe do grupo de extermínio, suspeito de 12 mortes em 2008, cinco foram decapitadas.

Ao todo, nove PMs (incluindo os quatro acusados) estão presos acusados de integrar o grupo “highlanders”.

A acusação contra todos eles é a mesma: homicídio duplamente qualificado, por motivo banal e sem chance de defesa da vítima.

protesto.jpg

Familiares de Carlinhos clamam por justiça durante julgamento

Com informações da Folha.com

22/09/2017

Polícia prende seis pessoas suspeitas de integrarem quadrilha de roubo de cargas

A Polícia Civil conseguiu efetuar a prisão de seis pessoas na noite desta quarta-feira (20), em...

21/09/2017

Rapaz confunde carro e é morto por agente penitenciário em Itapecerica da Serra

Um agente penitenciário pensou que seria vítima de um assalto, atirou em homem que estava...

21/09/2017

Fiscalização do CROSP em ação conjunta com a Vigilância Sanitária identifica pro

Depois de receber uma denúncia sobre suspeita de exercício ilegal da Odontologia, na cidade de...

20/09/2017

PM prende quadrilha armada acusada de assaltos no Monte Alegre e região

A Polícia Militar prendeu na noite desta terça-feira, 19, quatro homens acusados de praticar...

19/09/2017

Polícia Federal investiga fraudes em 14 concursos públicos

A Polícia Federal descobriu fraudes em 14 concursos públicos nacionais aplicados pela Fundação...

16/09/2017

PM recupera aparelhagem de som roubada de igreja no valor de 8 mil em Embu

Uma ação rápida da PM resultou na prisão de dois homens acusados de furtar toda a aparelhagem de...

10/09/2017

Moradores do Vista Alegre denunciam assaltos cometidos por trio de menores

Cansados dos assaltos constantes, os moradores do jardim Vista Alegre, em Embu das Artes,...

08/09/2017

PM prende três homens por roubo de veículo e tentativa de homicídio em Taboão

Três homens foram presos por policiais da 3ª Cia do 36M, na noite desta quinta-feira, 7 poucas...

06/09/2017

ROMU de Taboão recebe novos escudos entregues pelo prefeito Fernando Fernandes

A equipe do ROMU (Ronda Ostensiva Municipais), da Secretaria de Segurança Pública de Taboão da...

22/09/2017

Alunos de Panificação da Escola de Gastronomia encerram curso com chave de ouro

Cinco deliciosas receitas foram apresentadas à banca avaliadora pelos alunos que finalizaram o...

22/09/2017

Polícia prende seis pessoas suspeitas de integrarem quadrilha de roubo de cargas

A Polícia Civil conseguiu efetuar a prisão de seis pessoas na noite desta quarta-feira (20), em...

22/09/2017

Criação do Plano Municipal de Mobilidade Urbana avança em Taboão

A Secretaria de Transportes e Mobilidade Urbana de Taboão da Serra realizou na quinta-feira, 14...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.