Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Moradores do Comunitário, em Taboão, ficaram sem luz por mais de 10 horas

Por Sandra Pereira | 24/02/2015

luz

Divulgação - GoogleFalta de luz atingiu bairros de Taboão da Serra após a chuva desta segunda-feira

Os moradores do Jardim Comunitário, em Taboão da Serra, ficaram sem energia elétrica por mais de 10 horas desde o começo da noite desta segunda-feira, 23, até a manhã desta terça-feira, 24. A falta de luz elétrica é problema constante nos mais diversos bairros e impede que a população siga hábitos rotineiros. O motivo da falta de eletricidade por um período tão extenso não foi informado pela empresa AES Eletropaulo. A região também sofre quase diariamente com a falta de água, o que torna a vida dos moradores um transtorno.

O jardim Comunitário é uma das regiões mais populosas de Taboão da Serra,  encravada no meio da periferia e cercada por outros bairros mais carentes. Nesses locais a má iluminação ou falta de eletricidade acaba se tornando um grave problema de segurança. O bairro ficou totalmente às escuras, verdadeiro breu.

“Ficar sem luz por tanto tempo é um absurdo. Esse problema está cada dia pior. A gente liga na Eletropaulo e eles nunca sabem de nada e simplesmente resolvem quando querem”, disparou uma pequena comerciante do local.

Assim como ela vários comércios fecham as portas mais cedo toda vez que falta de luz.

Quem chega do trabalho e não consegue tomar um banho quente por causa da falta de eletricidade reclama da inércia dos governos de cobrar da Eletropaulo solução para o corte constante no fornecimento de energia elétrica.  

“É revoltante pagar a conta em dia e não poder usar um serviço. Isso é absurdo. Simplesmente não se faz. Cada vez temos mais direitos e menos deveres”, comentou outro morador.

Se ficar no escuro já é complicado para adultos imagine para crianças. Aparecida Costa da Silva mora numa casa de três cômodos no Comunitário junto com os 4 filhos pequenos. O menor tem apenas 4 meses e os outros 2, 4 e 5. Ela disse que as crianças ficaram acordadas até perto da meia noite brincando no escuro.

“A bateria do celular acabou. Eu tinha duas velas que também acabaram. As crianças cheias de energia e eu nervosa no escuro. Segurando o bebê e tomando conta dos outros”, disse.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.