Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Variedades

Governo cogita a possibilidade de estender horário de verão até março

Por Direto da Redação do Jornal na Net | 10/02/2015

horario

Divulgação - GoogleHorário de verão esta previsto para terminar no próximo domingo, dia 22

Com o objetivo de diminuir o consumo de energia, o Governo estuda a possibilidade de ampliar o horário de verão em um mês. A medida ajudaria a reduzir, em média, 4,5% o consumo de energia nos horários de pico, o horário de verão vigente desde 19 de outubro de 2014, está previsto para terminar no dia 22 de fevereiro. 

Nas ruas as opiniões são divergentes quanto a possibilidade de estender o horário até março. "Eu gosto desse horário de verão, seria melhor estender mesmo até março", disse Luana Martins, moradora de Embu das Artes. Já para a diarista Lourdes de Lima, a questão de sair muito cedo de casa ainda antes do amanhecer colabora para que ela não goste do horário. "Eu saio muito cedo de casa, ainda com as ruas escuras e a sensação de medo é constante, evitamos aqui ir para os pontos de ônibus sozinhos", disse. 

O horário de verão foi implantado no Brasil pela primeira vez no verão de 1931/1932. Com o  objetivo de estimular o uso racional e adequado da energia elétrica, uma vez que anoitece mais tarde e as pessoas podem usar da luz natural para fazer suas atividades, além da iluminação pública também acender uma hora mais tarde possibilitando economia. 

Neste verão o efeito do horário alterado perdeu um pouco o sentido, uma vez que foi implantado para evitar picos de consumo de energia no chamado horário de ponta, entre 18 e 21h. No entanto, devido calor intenso e assim o aumento do consumo de ar-condicionado, climatizadores e ventiladores, os picos de consumo de eletricidade durante o verão começaram a ser registrados no início ou meio da tarde, entre 14h e 16h. Essa elevação de consumo no período da tarde foi percebido por muitas pessoas com as quedas constantes de energia elétrica.  







Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.