Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Condomínios de Taboão investem em poços artesianos para garantir água

Por Sandra Pereira | 5/02/2015

condominio

DivulgaçãoAvisos em elevadores de condomínios de Taboão alertam para o problema da falta de água

Vários condomínios de Taboão da Serra estão correndo contra o tempo na tentativa de minimizar os efeitos da falta de água. A medida mais urgente adotada em vários deles é a construção de poço artesiano para abastecer os apartamentos. As empresas que trabalham com o serviço cobram em média R$ 150 mil para perfurar os poços que prometem acabar com a falta de água. O problema é o prazo de espera para construção que pode chegar até 120 dias. 

“Os poços artesianos estão sendo a solução mais procurada nos condomínios. As empresas que trabalham com esse serviço estão com fila de espera. Se o trabalho é bem feito e resolve o problema da falta de água”, afirma a proprietária de uma empresa de administração.

Com a crise da água em São Paulo a demanda para instalação de poços artesianos em condomínios cresceu e o vice-diretor do SECOVI (Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo), Hubert Gebara, alerta que o processo deve ser cercado por cuidados, entre eles aprovar a instalação e perfuração em ata de assembleia e cumprir os requisitos legais antes, durante e depois da perfuração do poço

Tem condomínio que está implantando medidas para o reuso da água das máquinas de lavar nas descargas, limpeza de áreas comuns e jardins. Outros locais estudam maneiras de captar a água da chuva. Em muitos condomínios a compra de carros pipa quase virou rotina. A crise hídrica impôs uma nova realidade e é preciso se adaptar a ela.

Em quase todos os prédios de Taboão da Serra há avisos alertando aos moradores para a necessidade de economizar água. Também já há alertas sobre a proposta de racionamento lançada pelo governo do estado que quer estabelecer corte de água por 4 dias e fornecimento regular de 2.   

A chuva dos últimos dias não amenizou o problema. Ao mesmo tempo o desperdício de água combatido pela Sabesp de forma ineficaz gera críticas entre os moradores que se sentem obrigados a economizar mesmo com a empresa não fazendo sua parte devidamente.

Se quem mora em condomínio está tendo que pagar a conta para não ficar sem água, quem mora em casas também faz o mesmo. Já é crescente a quantidade de pessoas que compram água. Como a falta de água é rotineira a compra de galões vira rotina e obriga os moradores a gastar mais.

O serviço de perfuração e instalação de poços artesianos envolve uma série de tarefas, a começar pelo estudo de avaliação hidrogeológica, feito por geólogo credenciado ao Crea (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia) que identifica as probabilidades de haver recursos hídricos no local avaliado. Se a disponibilidade hídrica se mostrar provável, é elaborado então um projeto construtivo da perfuração. 

Em mãos desses dois documentos, inicia-se o processo de obtenção de licença de perfuração. "Do ponto de vista legal, antes de iniciar a obra é preciso fazer solicitação de outorga prévia ao órgão estadual gestor de recursos hídricos. Esse serviço também pode ser prestado por bons fornecedores", diz Everton Luiz da Costa Souza, presidente da Abas (Associação Brasileira de Águas Subterrâneas). Mas a licença de execução não confere a seu titular o direito de uso dos recursos hídricos. Depois de perfurado o poço e medida a vazão real da água, solicita-se a outorga do direito de uso da água.

19/04/2018

Moradores comemoram reforma de Praça em Taboão da Serra

Os moradores do Jardim Beatriz, em Taboão da Serra, estão comemorando a reforma e instalação de...

18/04/2018

Fórum São Paulo premiou Promotores do Desenvolvimento eleitos em votação direta

Com a presença de várias autoridades e homenageados, o Fórum São Paulo e o Grupo Organizado de...

12/04/2018

Adolescente de Taboão está desaparecido e família pede ajuda para encontrá-lo

O estudante Luiz Gustavo de Oliveira Vieira, de 14 anos, está desaparecido desde a segunda-feira...

12/04/2018

Moradores reclamam de barulho e música alta em bairro de Taboão

Há cerca de um ano, os moradores do bairro Jacarandá, em Taboão da Serra, vem sofrendo com o...

05/04/2018

Governo de São Paulo vai contratar 800 escrivães e 600 investigadores

As inscrições para o concurso que vai selecionar 800 escrivães e 600 investigadores começam às...

05/04/2018

OAB Taboão lança 3ª edição de revista impressa nesta quinta (5)

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Subseção Taboão da Serra, lança nesta quinta-feira (05) a...

04/04/2018

Concurso do TRT da 2ª Região vai oferecer vagas em Taboão, Embu e Itapecerica

O Tribunal Regional da 2ª Região, São Paulo, vai abrir novo concurso público autorizado para o...

04/04/2018

Procon de Itapecerica da Serra divulga os números do Mês do Consumidor

O Procon de Itapecerica da Serra informa que efetuou 3751 atendimentos durante as ações...

31/03/2018

Embu lidera ranking de estupros e Taboão sai na frente nos casos de roubo

Dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP) mostram que a cidade...

25/03/2018

 Moradores de Itapecerica pedem justiça para adolescente de 14 anos assassinada

Em clima de absoluta comoção familiares, amigos,vizinhos e colegas de escola da adolescente de...

23/04/2018

Prefeito Fernando firma parceria com MP para implantação da Patrulha Guardiã

O prefeito Fernando Fernandes assinou na quinta-feira (3), o Termo de Cooperação com o...

23/04/2018

SAMU promove curso de primeiros socorros na Escola do Legislativo de Taboão

A Escola do Legislativo de Taboão da Serra recebeu no dia 19, no plenário da Câmara, a equipe do...

23/04/2018

Coletivo Itapecericano das Artes realizou o 1º Sarau Sem Nome

O coletivo Itapecericano das Artes  realizou no dia último 14 o 1º Sarau Sem Nome em Itapecerica...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.