Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Condomínios de Taboão investem em poços artesianos para garantir água

Por Sandra Pereira | 5/02/2015

condominio

DivulgaçãoAvisos em elevadores de condomínios de Taboão alertam para o problema da falta de água

Vários condomínios de Taboão da Serra estão correndo contra o tempo na tentativa de minimizar os efeitos da falta de água. A medida mais urgente adotada em vários deles é a construção de poço artesiano para abastecer os apartamentos. As empresas que trabalham com o serviço cobram em média R$ 150 mil para perfurar os poços que prometem acabar com a falta de água. O problema é o prazo de espera para construção que pode chegar até 120 dias. 

“Os poços artesianos estão sendo a solução mais procurada nos condomínios. As empresas que trabalham com esse serviço estão com fila de espera. Se o trabalho é bem feito e resolve o problema da falta de água”, afirma a proprietária de uma empresa de administração.

Com a crise da água em São Paulo a demanda para instalação de poços artesianos em condomínios cresceu e o vice-diretor do SECOVI (Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo), Hubert Gebara, alerta que o processo deve ser cercado por cuidados, entre eles aprovar a instalação e perfuração em ata de assembleia e cumprir os requisitos legais antes, durante e depois da perfuração do poço

Tem condomínio que está implantando medidas para o reuso da água das máquinas de lavar nas descargas, limpeza de áreas comuns e jardins. Outros locais estudam maneiras de captar a água da chuva. Em muitos condomínios a compra de carros pipa quase virou rotina. A crise hídrica impôs uma nova realidade e é preciso se adaptar a ela.

Em quase todos os prédios de Taboão da Serra há avisos alertando aos moradores para a necessidade de economizar água. Também já há alertas sobre a proposta de racionamento lançada pelo governo do estado que quer estabelecer corte de água por 4 dias e fornecimento regular de 2.   

A chuva dos últimos dias não amenizou o problema. Ao mesmo tempo o desperdício de água combatido pela Sabesp de forma ineficaz gera críticas entre os moradores que se sentem obrigados a economizar mesmo com a empresa não fazendo sua parte devidamente.

Se quem mora em condomínio está tendo que pagar a conta para não ficar sem água, quem mora em casas também faz o mesmo. Já é crescente a quantidade de pessoas que compram água. Como a falta de água é rotineira a compra de galões vira rotina e obriga os moradores a gastar mais.

O serviço de perfuração e instalação de poços artesianos envolve uma série de tarefas, a começar pelo estudo de avaliação hidrogeológica, feito por geólogo credenciado ao Crea (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia) que identifica as probabilidades de haver recursos hídricos no local avaliado. Se a disponibilidade hídrica se mostrar provável, é elaborado então um projeto construtivo da perfuração. 

Em mãos desses dois documentos, inicia-se o processo de obtenção de licença de perfuração. "Do ponto de vista legal, antes de iniciar a obra é preciso fazer solicitação de outorga prévia ao órgão estadual gestor de recursos hídricos. Esse serviço também pode ser prestado por bons fornecedores", diz Everton Luiz da Costa Souza, presidente da Abas (Associação Brasileira de Águas Subterrâneas). Mas a licença de execução não confere a seu titular o direito de uso dos recursos hídricos. Depois de perfurado o poço e medida a vazão real da água, solicita-se a outorga do direito de uso da água.

yvonne

Minha maior preocupação é o impacto ambiental. As pessoas continuarão se garantindo por ter agua de poço e será que irão economizar?? Será que com tantos poços podemos afetar as camadas entre os lencois??

15/05/2017

Embu Country Fest começa na quarta-feira com diversidade musical

Organizado pela A Luz Eventos, o Embu Country Fest, festival sertanejo que acontece em Embu das...

10/05/2017

Taboão da Serra recebe Circuito Sesc de Artes no sábado, 13

Uma parceria entre a Secretaria de Cultura e Turismo da Prefeitura de Taboão da Serra e o Sesc...

08/05/2017

Bombeiros de Itapecerica resgatam cadela que caiu em um buraco em Juquitiba

Integrantes do corpo de bombeiro de Itapecerica da Serra fizeram um resgate inusitado e perigoso...

08/05/2017

Vândalos voltam a agir e ateiam fogo no Galpão de Coleta Seletiva em Itapecerica

Vândalos voltaram a agir durante a madrugada desta segunda-feira (08). Moradores da Avenida dos...

05/05/2017

Câmara de Taboão da Serra abrirá concurso público para 25 vagas

A Câmara Municipal de Taboão da Serra abriu o concurso público para o preenchimento de 25 vagas,...

04/05/2017

Vereador apresentará palestra sobre mercado de trabalho em Embu

Desde 2014 o Brasil passa por uma crise econômica muito densa, e assim as empresas buscam...

01/05/2017

Corrida do Trabalhador agita periferia de Taboão e têm novos campeões

A 12ª edição da “Corrida do Trabalhador” realizada nesta segunda-feira (1) agitou mais uma vez...

01/05/2017

Aluna taboanense escreve sobre palestra da editora do Jornal na Net

Quando fiquei sabendo que viria uma jornalista para a nossa escola em convite da minha...

27/04/2017

Taboão começa a elaborar Plano de Mobilidade em audiência pública no Cemur

Atendendo a Política Nacional de Mobilidade Urbana e a Lei 12.587/2012, que estabelece a...

24/05/2017

Começa a obra de reconstrução do muro da Escola Estadual Antônio Ruy Cardoso

Após aprovada por unanimidade na Câmera de Vereadores, a reconstrução do muro da Escola Estadual...

24/05/2017

Vereadores cobram Bombeiros sobre AVCB do Pátio de Embu das Artes

Vereadores de Embu das Artes aprovaram durante a última sessão Legislativa um ofício ao Corpo de...

24/05/2017

Eduardo Nóbrega comemora aprovação das contas da Câmara de 2013 pelo TCE

O Tribunal de Contas de São Paulo (TCE) aprovou nesta terça-feira, 23, as contas da Câmara...

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.