Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Funcionários da Câmara de Itapecerica confessaram desvio de R$ 2,4 milhões da Casa

Por Sandra Pereira | 29/01/2015

camara_2

Arquivo do Jornal na NetDesvio na Câmara é um dos assuntos mais comentados em Itapecerica da Serra

Um esquema de desvio de recursos públicos que seria operado por três servidores da Câmara Municipal de Itapecerica da Serra causou um rombo de R$ 2,4 milhões somente em 2013 aos cofres municipais da cidade. A polícia acredita que o crime também se estendeu por 2014, o que torna imprevisível a quantidade de recursos desviados. Os servidores acusados foram exonerados. Dois deles confessaram ter desviado dinheiro por meio de transações eletrônicas, pagamentos em cheque, desconto de pensões, pagamento de farmácia e até duplicidade da folha de pagamento. Quando confessaram os crimes ambos isentaram os vereadores de participação no esquema e denunciaram uma outra servidora. 

O caso foi descoberto após apontamento do Tribunal de Contas do Estado. Ao receber o relatório o então presidente Cícero Costa foi ao órgão e levantou mais informações. Logo depois disso os servidores foram afastados das funções,  foi aberta sindicância para apurar os fatos e uma consultoria contábil foi contratada para identificar o que aconteceu.  

Segundo os agora réus confessos o  crime se desenrolava no departamento Financeiro e no RH da Câmara de Itapecerica. O caso está sendo investigado pela Delegacia Seccional de Taboão da Serra. O esquema veio à tona no final de 2014 e desde então não se fala em outro assunto no meio político de Itapecerica. 

“No dia 19 de janeiro, convocados pela sindicância, os funcionários Jorge Isao Takada e Eduarda Rosana dos Anjos Silva foram ouvidos na sala da presidência, na presença do atual presidente Alex Pires e do anterior, Cícero Costa. Nesta oitiva, a funcionária Eduarda confessou os desvios praticados e acusou também os funcionários Isao e Fabiane. Além de confirmar que nenhum vereador participou, auxiliou ou incentivou a prática deste crime contra as finanças da Câmara. Após a confissão, os envolvidos, Jorge e Eduarda, resolveram espontaneamente depor na Delegacia de Polícia de Itapecerica da Serra para abertura de um boletim de ocorrência”, respondeu a Câmara por meio de nota enviada a reportagem do Jornal na Net

O atual presidente da Casa Alex Pires pede que o crime seja investigado e que os acusados devolvam a quantia desviada da Câmara Municipal. O ex-presidente, Cícero Costa, confirma que o crime só foi descoberto por causa de apontamento do Tribunal de Contas.   

Alex Pires disse que no dia 23 de janeiro o departamento jurídico da Câmara entrou com uma representação para instaurar o inquérito policial competente para investigar todos os envolvidos. A investigação foi então direcionada para a Delegacia Seccional de Taboão da Serra.
“Estamos com o sentimento de dever cumprido. Estes lamentáveis fatos continuarão sendo apurados. Também nos sentimos honrados por participar e concluir uma apuração que apontou os responsáveis por esta grave irregularidade, podendo assim facilitar os trabalhos dos órgãos que, daqui em diante, serão os responsáveis pela punição de todos os envolvidos. E também sabemos que a verdade vai trazer a tranquilidade que sempre esteve conosco. Estamos à disposição da Polícia e da Justiça e principalmente da população para auxiliar e esclarecer qualquer dúvida relacionada a este caso de desvio, que infelizmente atingiu nossa casa de leis”, traz a nota. 



Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.