Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Sabesp anuncia redução na pressão e moradores devem ficar até 18h sem água

Por Direto da Redação do Jornal na Net | 27/01/2015

pressa

Infográfico SabespEntre os demais cinco reservatórios que atendem a região metropolitana, três tiveram alta e dois caíram   

A Sabesp divulgou no final da tarde desta segunda-feira, dia 26, os horários de redução de pressão da água. A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo alega que a medida de redução de pressão nas tubulações é uma tecnologia praticada rotineiramente pelas companhias de saneamento para redução de perdas de água. 

Em Embu das Artes, a redução acontecerá diariamente das 16h até às 8h da manhã do dia seguinte. Em Itapecerica da Serra, semelhante a Embu, a região central ficará com redução das 16h às 8h, com exceção a Santa Adélia, Natura e Ressaca, que de acordo com a Sabesp não sofrerá redução. Em Taboão da Serra, na região central, a redução varia entre as 13h até as 5h do dia seguinte, já nas demais regiões será diariamente com início às 13h e termino às 7h da manhã da dia seguinte. 

Vale ressaltar que  as torneiras chegam a ficar com volume menor ou sem água por 18 horas, e dessa forma a redução se transforma em falta de abastecimento. Os moradores já sentem o reflexo da maior crise hídrica e muitos avaliam que mesmo antes da divulgação, a realidade há muito tempo é de falta de água. "Agora eles falaram mas já sinto redução da pressão da água muito tempo. Estamos enfrentando dias difíceis", disse Luciana Carvalho. 

Como é feita a redução de pressão?

A rede de abastecimento é subdividida por regiões denominadas setores. Cada setor possui sistema remoto de medição para identificar a quantidade de água consumida e a vazão nas tubulações ao longo de cada hora do dia.Com base nestas informações é possível controlar, através de válvulas ligadas na rede, a quantidade de água conforme o período do dia. Por exemplo: 

- No período de pico de consumo, entre 8h e 11h, as tubulações estão carregadas com maior pressão para que, mesmo com todos utilizando água ao mesmo tempo, os imóveis permaneçam abastecidos. 

- Durante a noite/madrugada, com a grande maioria da população dormindo e as atividades econômicas praticamente inexistentes, é necessária menor pressão na rede para manter os imóveis abastecidos.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.