Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Vereadores de Embu aprovam Planos de Cargos e Carreira em sessão extraordinária

Por Direto da Redação do Jornal na Net | 17/12/2014

sessao_extra

Genildo RochaSessão Extraordinária foi realizada nesta terça-feira, dia 16, em Embu 

Os vereadores de Embu das Artes realizaram nesta terça-feira, dia 16, a última sessão extraordinária do ano de 2014 e aprovaram os projetos de lei que tratam dos Planos de Cargos e Carreira dos servidores da Câmara Municipal, Magistério e da Guarda Civil Municipal. Além disso aprovaram 14 projetos de lei complementar enviados pelo prefeito Chico Brito e também pela mesa diretora. Os edis terão último encontro no sábado, dia 20, data que será votada a nova mesa diretora para o biênio 2015-2016. 

Com a Casa de Leis lotada, a sessão foi longa pela extensa pauta na ordem do dia. O projeto de lei complementar nº 17/2014, que trata dos planos de cargos e carreira dos servidores foi aprovado e elogiado pelos vereadores. Os vereadores Pedro Valdir, Carlinhos do Embu, Edvânio Mendes e Clidão do Táxi teceram comentários positivos para com os servidores da Casa pelo serviço prestado e a atenção com os gabinetes. O presidente da Câmara, Doda Pinheiro afirmou que essa era uma reivindicação antiga, solicitada na primeira reunião administrativa realizada no inicio de 2013 e que agora conseguiu acertar essa "dívida" com os servidores. 

Também foi aprovado o projeto de lei 19/2014, de autoria do prefeito Chico Brito, que altera o projeto de lei complementar, que trata dos planos de cargos e carreira da Guarda Civil Municipal. "Estou muito feliz de mais uma vez estar votando em um projeto que vai melhorar as condições da nossa GCM. Tive o privilegio de ser um dos vereadores que votou para implantação da guarda. Sabemos os esforços que vocês fazem pelo nosso povo. Parabéns ao Lourenço e ao Denis, ao comandante Dirceu e ao Paulo Giannini, nosso secretário de Governo", falou Clidão do Táxi. 

Com a presença dos guardas de Embu e também do presidente da Associação da GCM, Itamar Lourenço e do presidente eleito  Dênis Pinto Viana, indicado para o quadriênio 2015-2018. Os vereadores Pedro Valdir, Ney Santos, Edvânio Mendes, Clidão do Táxi, Dra. Beth, Jaba do Depósito, Gilson Oliveira e Doda Pinheiro elogiaram a guarda e enalteceram as conquistas da categoria. "Esse plano de carreira é mais do que merecido pelo trabalho que a guarda faz pela nossa cidade. Costumamos dizer que a GCM está sempre de prontidão, ela não se importa com a situação que vai encontrar e sim defender a população", disse o vereador Ney Santos. 

O projeto de lei complementar garante a GCM as seguintes conquitas: Equiparação Salarial em três parcelas com vigência em janeiro dos anos de (2015/2016/2017). O Gcm de 3ª Classe,  iniciará a carreira com o salário base de R$ 1.913,12 no primeiro ano ( 2015); Divisão de forma igualitária dos recursos para progressões verticais conforme a proporcionalidade especifica a cada classe;  Retirada das cartas de elogio com critérios de pontuação para evolução funcional e a Alteração da carga horária minima exigida para capacitação de (80hrs) para (120hrs).

De acordo com Itamar Lourenço essa é uma conquista para a GCM. "Em decorrência a aceitação de nossa representatividade que fomos tratados com equivalência aos demais sindicatos que também se uniram e conquistaram suas reivindicações", afirmou.

Outra categoria que teve a revisão do plano de cargos e carreira foi o Magistério. O projeto de lei complementar 20/2014, altera o PLC que trata de assuntos ligados ao Magistério. O secretário de Educação, Paulo Vicente, esteve presente na sessão extraordinária e em entrevista ao Jornal na Net, falou da importância da aprovação desse projeto de lei complementar. "A revisão do plano de cargos e carreira do Magistério é um sonho para esse governo do prefeito Chico Brito, no sentido de corrigir algumas questões ligadas ao Magistério, sempre na perspectiva de qualificar a vida do professor, do diretor, pensando em uma evolução tanto horizontal como vertical. Assim é uma vitória importante para Educação", disse Paulo Vicente. 

Questionado com relação quais as mudanças com essa aprovação, o secretário garantiu que o projeto é muito denso mas ressaltou um dos itens das reivindicações que ele caracteriza como históricas na cidade. "Um deles é que o professor adjunto também possa evoluir tanto verticalmente como horizontalmente, antes só evoluía em um sentido, com essa revisão conseguimos que ele evolua nos dois sentidos", disse. 

Para 2015, o secretário Paulo Vicente garante que a preocupação é tanto com a estrutura física, onde o prefeito reformou dez escolas, inaugurou uma creche e até o final do mandato pretende inaugurar outras creches na cidade. Também  a outra preocupação é com relação ao aprimoramento do processo pedagógico. "Nos temos um compromisso muito forte em fortalecer ainda mais o processo pedagógico, nos temos que criar mecanismos que a gente consiga ter exito na aprendizagem das crianças. Esse ano Embu das Artes elevou o seu Ideb mas precisamos melhorar nos processos pedagógicos", finalizou. 

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.