Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Política

Nóbrega garante que eleição da mesa diretora da Câmara de Taboão será dia 9

Por Sandra Pereira | 4/12/2014

nobrega

Sandra PereiraAtual presidente disse que não irá manchar sua imagem mudando a data

Passada a inauguração festiva do novo prédio da Câmara Municipal de Taboão da Serra os vereadores voltaram todos os seus olhares e atenção à eleição da mesa diretora marcada para ocorrer na próxima terça-feira, 9. A eleição é de longe uma das mais concorridas da história da cidade. Faz tempo que sucessão da mesa dita as ordens no Legislativo, onde dois grupos duelam pela supremacia. O processo da eleição interna na Câmara é tão conturbado que ninguém ousa arriscar palpites sobre quem vai vencer a disputa pela presidência. 

O atual presidente da Câmara, Eduardo Nóbrega (PR), garantiu a imprensa que vai manter a data da eleição presidencial. Afirmou que um “golpe”, ou seja, mudança na data da mancharia a sua imagem e prejudicaria o relacionamento com os pares. 

“A disputa pela presidência tem que ser limpa e honesta como está sendo esse mandato. Não haverá golpes. O presidente será eleito dia 9. Hoje não dá pra saber quem vai vencer. Pode ser qualquer um”, admitiu. 

Carlinhos do Leme (PR) é o candidato de Eduardo Nóbrega a sucessão. Ele foi um dos primeiros a colocar o “bloco na rua”. O problema é que outros vereadores da base natural do prefeito Fernando Fernandes também pleiteiam o cargo. A vereadora Joice Silva (PTB), Marco Porta (PRB) e André Egydio (PSDB) também se declararam presidente. Na prática Carlinhos tem a garantia do próprio voto, do pastor Eduardo Lopes e de Eduardo Nóbrega. Nas últimas semanas a candidatura de Carlinhos ganhou força com o apoio do prefeito Fernando Fernandes, que entrou no jogo após chamado do presidente Eduardo Nóbrega. 

O conturbado processo de sucessão da mesa diretora da Câmara de Taboão é agravado pelo “mistério” em torno do nome preferido pelos vereadores do chamado grupo dos 7. O vereador Cido da Yafarma (DEM) chegou a ser candidato, mas recuou sem motivo aparente. Marcos Paulo (Prós) também tinha postulado o cargo. Dona Luzia Aprígio (PSB) fez o mesmo e o vereador professor Moreira (PT) frequentemente tem o nome citado no jogo eleitoral como possível zebra. Líder da oposição ele é sondado frequentemente e pode descarregar em conjunto seu voto, do vereador Luiz Lune e da vereadora Luzia Aprígio. 

Como ninguém arrisca palpites sobre o resultado da eleição da mesa diretora resta esperar pelo dia 9, ou a madrugada do dia 10 para conhecer os eleitos que vão comandar a Casa nova e com mais recursos pelos próximos dois anos. Após eleger o novo presidente os vereadores vão votar o orçamento da cidade para 2015.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.