Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Educação

Festival de Educação Integral em Taboão revive infância de pais e avós

Por Prefeitura Municipal de Taboão da Serra | 2/12/2014

festival

Ricardo VazPrefeito Fernando Fernandes, a deputada Estadual Analice Fernandes e demais autoridades prestigiaram o evento 

Quem compareceu ao Ginásio de Esportes Ayrton Senna no último sábado, 29 de novembro, se surpreendeu e foi ao delírio com as apresentações do IV Festival de Educação Integral. A festividade foi promovida pela Prefeitura de Taboão da Serra, através da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, e levou 1500 alunos do ensino fundamental, inscritos no Programa Mais Educação, para realizar apresentações de dança.

Divididas por escola, as crianças realizam 24 apresentações. Todas elas com base no tema “Show das décadas: um baú de recordações”. As coreografias renderam homenagens a artistas que marcaram épocas, como Roberto Carlos, Celly Campelo, Beatles e James Brown. Passando por Jackson Five, Michael Jackson, Balão Mágico e Raul Seixas, as apresentações desembocaram nos cantores que embalam as novas gerações, como Luan Santana e MC Guimê.

Mais de cinco mil pessoas, entre familiares, amigos e professores, assistiram aos espetáculos. Eneida Maria da Silva, de 55 anos, foi uma delas. A moradora do Jardim América acompanhou a participação da neta Renata Cristina N. Pereira, de 8 anos, que é aluna da EMEFEM Rui Barbosa. “A Prefeitura está de parabéns. As apresentações estão lindas”, disse. 

O prefeito Fernando Fernandes ressaltou que as coreografias foram memoráveis. “Pudemos perceber o empenho e a dedicação que as escolas tiveram para realizar apresentações de qualidade”, afirmou. “Quando vejo isto, tenho certeza que estamos no caminho certo e assim, recebemos uma injeção de ânimo para investir ainda mais na educação”, ressaltou.

A deputada estadual Analice Fernandes elogiou o desempenho das escolas. “Fiquei encantada com a produção dos alunos e por ver a alegria estampada no rostinho de cada um deles. Parabéns, aos professores e a toda a equipe da Secretaria de Educação que fechou o projeto deste ano, com chave de ouro”, falou.

Segundo o secretário de Educação, João Medeiros, o intuito do festival é valorizar os alunos. “Nossa ideia é dar visibilidade as crianças, para que elas se sintam valorizadas e percebam o que são capazes de fazer”, afirmou. 

Recordar é viver

A riqueza dos Anos Dourados e embalos das décadas de 1970 e 1980 foram traduzidos nos rápidos movimentos dos alunos. A excentricidade das roupas coloridas ou mesmo a sutileza dos adereços, como perucas, óculos e sombrinhas, trouxeram à tona memórias de gerações. “As escolas conseguiram trazer para nós, adultos, boas recordações e criaram com os alunos uma época que eles não viveram e este é o encantamento”, afirmou a coordenadora do Programa Mais Educação, Daniela Honorato. 

Este ano, a decoração do Ginásio contou com espaços para que os espectadores pudessem tirar diversas fotos, inclusive as famosas selfies. A criação de locais “retrô” que dialogaram com tendências atuais ficaram por conta da supervisora de ensino Mônica Martinez e do educador João Capucho. 

Apesar do árduo trabalho, o professor da EMEF Paulo Freire afirma que toda dedicação valeu a pena. “O fato de a Educação propor espaços onde o encantamento aconteça, onde você possa ver crianças felizes e querendo fazer parte deste lugar, é algo muito gratificante”, disse. “Esta é a melhor sensação. Atingimos nosso o objetivo que era fazer os olhinhos brilhar. Elas entraram no clima e viajaram junto com a gente”, finalizou.


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.