Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Cotidiano

Embu assina convênio e inaugura galpão de reciclagem de produtos eletroeletrônicos

Por Direto da Redação do Jornal na Net | 30/11/2014

cooperativa

Genildo RochaInauguração foi realizada na tarde do último sábado, dia 29

Dando continuidade as inaugurações marcadas para o último sábado, dia 29, a Prefeitura de Embu das Artes assinou parceria com a Cooperativa de Reciclagem de matéria prima de Embu das Artes - Coopermap, e dessa forma foi inaugurado o Galpão de Reciclagem de Produtos Eletroeletrônicos, na rua Oliveira no Jardim Santo Eduardo. O prefeito Chico Brito destacou que Embu das Artes é a primeira cidade da Grande São Paulo na implantação de um galpão com essa finalidade. 

Com o avanço da tecnologia, em pouco tempo um aparelho novo fica defasado e cada vez mais aumenta a necessidade da troca de aparelhos eletrônicos com frequência, no entanto, para o meio ambiente, essa simples troca agride a natureza, uma vez que o descarte desse material é feito de forma errada, muitas vezes em lixo comum. Segundo dados da ONU, o Brasil é o maior produtor per capita de resíduos eletrônicos entre as nações emergentes.

Dessa forma, a cidade de Embu das Artes implantou o galpão de reciclagem, que vai fazer o recebimento e triagem desse material, que após cuidadosa seleção será enviado para empresas diferentes. A empresa no Brasil recolhe o material e na Bélgica é feito o processamento. A presidente da Coopermap, Alessandra Ifran Soares Lima, falou ao Jornal na Net, que os moradores irão colaborar com o meio ambiente descartando os aparelhos no galpão. Hoje o Galpão de Reciclagem, está em funcionamento desde agosto deste ano, conta com sete cooperados e o objetivo é alcançar 35 cooperados, e dessa forma ajudar para geração de trabalho e renda na cidade.    

"A importância da cooperativa hoje para o Santo Eduardo é que o município esta crescendo. Aqui é a primeira cooperativa de eletroeletrônico da cidade de São Paulo. E além de gerar renda também é importante o cuidado com o meio ambiente", disse Alessandra Ifran Soares Lima, presidente da cooperativa. 

Para o prefeito Chico Brito, o espaço será utilizado para recebimento de aparelhos eletroeletrônicos de Embu das Artes e também das demais cidades do Conisud. A Prefeitura também pretende implantar em 2015, a Usina de tratamento de resíduos sólidos, e também implantação de outro galpão, no Centro Expandido. Segundo informações do prefeito, o projeto já foi aprovado e esta apenas aguardando um terreno para implantação, essa questão passa por estudos, uma vez que não pode ser colocado em área de manancial. 

Visando também diminuir o descarte indevido do lixo, o prefeito pretende instalar a coleta seletiva, que já passa por projeto piloto nos bairros Jardim Tomé, Embuarama, Santa Luzia e Silvia e até 2016 a meta é atingir 70% dos bairros da cidade. "A importância do galpão de reciclagem é a implementação da politica nacional de resíduos sólidos. Já estamos em negociação para implantarmos de mais um galpão no Centro Expandido. A ideia é implantarmos a coleta seletiva em 70% dos bairros da cidade até 2016", disse Chico Brito. 

O valor do investimento foi de 360 mil do Governo Federal, por intermédio do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC) e 40 mil reais mais o terreno da Prefeitura de Embu das Artes. 

Nas proximidades do local, também foi feita pela prefeitura a iluminação da Praça Alexandre Baptista de Oliveira, na rua Maringá, no Jardim Santo Eduardo.  


Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.