Você está aqui: Página Inicial » Notícias » Educação

Escolas taboanenses inovam no ensino da matemática

Por Prefeitura Municipal de Taboão da Serra | 30/11/2014

escola_mat

Vagner HernandezKhan Academy é um sistema gratuito que vem revolucionando o aprendizado em Taboão da Serra 

Escolas de Taboão da Serra estão testando novas ferramentas para o ensino da matemática.  Uma delas é a EMEF Dr. Anísio Dias dos Reis, no Jardim Saint Moritz. A escola está utilizando a plataforma digital Khan Academy para instigar os alunos a descobrir um novo mundo por trás dos números. 

O Khan Academy é um sistema de aprendizado gratuito que está disponível na internet. As aulas são simples e as atividades são divididas por assuntos e série escolar. O site foi criado pelo americano Salman Khan e oferece além do ensino da matemática, cursos em diversas áreas do conhecimento, como ciência, artes e humanidades.

Devido à simplicidade com que os assuntos são tratados, através de vídeos, a plataforma se tornou um sucesso mundial e é recomendado por personalidades, como o empresário Bill Gates, o lutador Anderson Silva e a atriz Marina Ruy Barbosa.

Na prática, o sistema funciona da seguinte forma: através de um computador com acesso a internet os alunos estudam em casa os conceitos disponíveis na Khan Academy. Na escola, duas vezes por semana, cerca de 270 alunos da EMEF, que estão matriculados nos quartos e quintos anos do Ensino Fundamental, tem aulas no laboratório de informática.

As crianças, acompanhados por um professor e por um técnico da área de informática, realizam “desafios”, que são testes de conhecimento. Quando estes desafios terminam e os alunos atingem uma nota específica, a plataforma propõe novos conceitos para serem estudados. As crianças que não possuem computador em casa utilizam o laboratório de informática da escola, das 12h às 13h, para estudar os conceitos na Khan Academy.

De acordo com a diretora da escola, Priscilla Scandalo, um dos principais desafios para a aplicação do método foi entender o processo. “É preciso entender a proposta para poder monitorar os alunos e acompanhar o rendimento de cada um deles. Neste sentido, nós nos debruçamos, entendemos o que é a plataforma Khan e criamos uma dinâmica de monitoramento”, explica. “Esta estratégia está sendo utilizada para instrumentalizar os professores e, consequentemente, eles repassam isto aos alunos”, afirma.

Já a coordenadora pedagógica Prissila Rodrigues disse que não imaginavam que a plataforma pudesse ser tão eficaz. “Inicialmente nós não sabíamos que o sistema era tão claro, que era possível ver que determinado aluno estava zerado no sistema ou mesmo que não atingiu tais habilidades”, diz. “Depois de monitorar, apresentamos os resultados aos professores e eles começaram a ter mais clareza e compreender como poderiam ajudar estes alunos que estão com dificuldade”, finaliza.

Comentários

As matérias são responsabilidade do Jornal na Net, exceto, textos que expressem opiniões pessoais, assinados, que não refletem, necessariamente, a opinião do site. Cópias são autorizadas, desde que a fonte seja citada e o conteúdo não seja modificado.